O Royal Charles, orgulho da marinha inglesa, volta temporariamente para casa

O Royal Charles, orgulho da marinha inglesa, volta temporariamente para casa

Em 1667, os holandeses entraram no Tamisa e eles destruíram grande parte da frota inglesa em Medway. o Navio Royal Charles, a nau capitânia inglesa, foi capturada e levada para a Holanda, onde foi exibida como troféu.

o Segunda Guerra Holandesa terminou com a assinatura de Tratado de Breda (1667) e, desde então, parte do navio foi exposta no porto naval de Hellevoetsluis e, posteriormente, no Rijksmuseum em Amsterdã. Foi construído em 1655 e tornou-se o maior navio da Marinha Real com 80 canhões e três conveses. Sua captura foi um golpe devastador para o rei Carlos II, já que o navio era um símbolo da força naval inglesa.

A batalha foi concebida por Johan de witt, um político da Holanda que contribuiu para a derrota inglesa, mas foi seu amigo, almirante Michiel de Ruyter, que conduziu a frota holandesa furtivamente até a foz do Tamisa e causou o golpe fatal.

Todos os navios foram destruídos exceto o Royal Charles, que foi abandonado pela tripulação e rebocado para a Holanda. Com o passar dos anos, o navio deteriorou-se consideravelmente, o que fez com que sua manutenção se tornasse cada vez mais cara, por isso a peça de metal da popa foi descartada e guardada, que é a que estava exposta até agora em o Museu.

Mostra o Brasão de armas inglês com um leão e um unicórnio, além de uma bandeira branca. Lá permaneceu 345 anos, até que recentemente ele voltou para sua terra natal, a Inglaterra, onde será exibido temporariamente no Museu Marítimo Nacional, celebrando assim o 75º aniversário do museu e o Jubileu de Diamante da Rainha.

Depois de estudar História na Universidade e depois de muitos testes anteriores, nasceu Red Historia, um projeto que surgiu como meio de divulgação onde você pode encontrar as notícias mais importantes da arqueologia, história e humanidades, bem como artigos de interesse, curiosidades e muito mais. Em suma, um ponto de encontro para todos onde possam compartilhar informações e continuar aprendendo.


Vídeo: O HMS Clyde na Marinha do Brasil