Eles roubam os restos mortais de um dos primeiros humanos da América

Eles roubam os restos mortais de um dos primeiros humanos da América

Um dos primeiros humanos a habitar a América foi roubado e os arqueólogos querem de volta. O esqueleto, que provavelmente tem 10.000 anos, desapareceu de um cenote, um reservatório de água subterrâneo, na Península de Yucatan no México.

Em resposta, o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) da Cidade do México pendurou pôsteres de 'procura-se' em supermercados, padarias e lojas de mergulho ao redor a cidade vizinha de Tulum. Eles também estão considerando tomar ações legaispara recuperar os restos mortais.

Cenote onde o esqueleto foi encontrado

Os ossos perdidos pertencem ao esqueleto chamado Young de Chan Hol II, descoberto em 2010. No cenote em que foi encontrado, foi descoberto em 2006 outro esqueleto de 10.000 anos, o Jovem de Chan Hol.

A primeira descoberta tem características anatômicas que sugerem um passado comum com indonésios e sul-asiáticos. Outros esqueletos encontrados em cenotes na área com características semelhantes podem ser de cerca de 14.000 anos atrás. Essas descobertas implicam que nem todos os primeiros americanos eram do norte da ásia. Isso oferece um novo impulso à ideia de que os Clovis cruzaram a antiga ponte de terra entre a Sibéria e o Alasca e foram o primeiro a colonizar a América. A cultura Clovis remonta a cerca de 13.000 anos.

Ambos os esqueletos foram enterrados em um momento em que o nível do mar estava muito mais baixo do que é hoje e o cenote, agora a 8 metros debaixo d'água, estava seco. Os arqueólogos também encontraram restos de elefantes, preguiças gigantes e outros animais em cavernas, o que indica o que os humanos antigos comiam.

Pesquisadores do INAH aprenderam sobre o roubo progressivo de espécimes dos cenotesMas eles não têm recursos para proteger as centenas de locais que abundam na península.

New Scientist

Graduado em Jornalismo e Comunicação Audiovisual, desde pequeno tenho me sentido atraído pelo mundo da informação e produção audiovisual. Paixão por informar e ser informado do que está acontecendo em cada canto do planeta. Da mesma forma, tenho o prazer de participar na criação de um produto audiovisual que mais tarde irá entreter ou informar as pessoas, os meus interesses incluem o cinema, a fotografia, o ambiente e, sobretudo, a história. Considero fundamental conhecer a origem das coisas para saber de onde viemos e para onde vamos. Interesse especial por curiosidades, mistérios e eventos anedóticos em nossa história.


Vídeo: OS PRIMEIROS AMERICANOS! Canal do Slow 41