Biografia de Carlos II ‘o Enfeitiçado’, o último Habsburgo

Biografia de Carlos II ‘o Enfeitiçado’, o último Habsburgo

Antes que a Casa dos Bourbons subisse ao trono da Espanha, eles reinavam no país os Habsburgos. Esta dinastia viu seu fim após a morte do rei Carlos II, o Feiticeiro, já que morreu sem deixar descendentes.

Nasceu o 6 de novembro de 1661 em Madrid. Seus pais eram o rei Filipe IV e sua esposa Mariana da Áustria. Com a tenra idade de 4 anos ele herdou o trono quando seu pai faleceu, então sua mãe foi a regente até que o jovem príncipe cumprisse chegando à maioridade 1675.

Sua chegada ao poder ocorreu em uma atmosfera de tensões e confrontos originado pelas lutas entre a Rainha Mariana, Juan José de Austria, filho ilegítimo do rei, Valenzuela e Nithard. Juan José de Austria decidiu marchar sobre Madrid graças ao apoio que a nobreza castelhana lhe deu em 1677, mas morreu pouco depois.

Carlos II sofreu um degeneração devido a casamentos consanguíneos contínuos realizado por membros da família real para preservar seu legado. Ele sofria de raquitismo, era doente, tinha pouca inteligência e também era impotente. Devido à sua falta de inteligência, ele era incapaz de governar por si mesmo, então ele se cercou de válidos para realizar tal missão. Alguns se destacam como o Duque de Medinaceli ou o Conde de Oropesa. Durante esses anos, seria quando o apelidaram o enfeitiçado.

Além disso, o casamento do rei foi arranjado com María Luisa de Orleans e pouco depois, quando ela faleceu, com Mariana de Neoburgo. Porém, sem nenhum ele conseguiu ter filhos. Esta questão foi de grande preocupação no tribunal, pois viram colocar em risco a sucessão do trono, então o rei foi submetido a exorcismos caso fosse verdade que ele foi enfeitiçado.

A falta de descendência do rei colocar as várias potências europeias em alerta que queria obter o poder do reino. A Áustria reivindicou o direito de sucessão ao Arquiduque Carlos para recuperar a herança dos Habsburgos, crie um império como o de seu ancestral Carlos I e, no processo, impeça a França de adquirir mais poder.

Porém, Luís XIV, Rei da França, sabia como agir com habilidade. Em 1697, ele assinou o chamado Ryswick Peace, por meio do qual membros influentes da corte tentariam fazer com que o rei nomeasse como herdeiro de Filipe de Anjou, neto de Luís XIV.

Pouco depois, Em 1 de novembro de 1700, Carlos II morreu deixando o trono vazio. Luís XIV validou o testamento e Felipe de Anjou chegou ao país no início de janeiro. No entanto, apesar do que sua vontade ditou, o chamado Guerra de sucessão, que ocorreu entre 1701 e 1714. Neste confronto foram os apoiadores do arquiduque da Áustria (Áustria, Inglaterra, Portugal, Holanda, Prússia, Sabóia e Hannover, e por outro lado eram os partidários de Filipe, sempre apoiados pela França.

O confronto terminou com a assinatura da Paz de Utrecht em 1713. Felipe foi nomeado Rei da Espanha com o nome de Felipe V. Assim foi estabelecido a casa dos Bourbons em território espanhol. No entanto, as outras potências europeias reconheceram a nomeação sob o cessão de territórios. Assim, a Espanha perdeu a hegemonia sobre lugares como a Holanda, que foi cedida à Áustria, ou Gibraltar, que acabou nas mãos dos britânicos.

Imagens: Domínio público

Graduado em Jornalismo e Comunicação Audiovisual, desde pequeno me sinto atraído pelo mundo da informação e produção audiovisual. Paixão por informar e ser informado do que está acontecendo em cada canto do planeta. Da mesma forma, tenho o prazer de participar na criação de um produto audiovisual que mais tarde irá entreter ou informar as pessoas.Os meus interesses incluem o cinema, a fotografia, o ambiente e, acima de tudo, a história. Considero fundamental conhecer a origem das coisas para saber de onde viemos e para onde vamos. Interesse especial por curiosidades, mistérios e eventos anedóticos em nossa história.


Vídeo: ARQUIVO CONFIDENCIAL #47: CARLOS V, o imperador Habsburgo mais poderoso do SACRO IMPÉRIO