O "Homem de Pequim" era mais sofisticado do que se pensava

O

O "Homem de Pequim”Foi descoberto em 1923 em uma caverna perto da vila de Zhoukoudian, perto de Pequim. Durante 1941, no auge da Segunda Guerra Mundial, os fósseis do Homem de Pequim foram perdidos, privando os cientistas de informações valiosas. Recentemente, pesquisadores lançaram uma nova escavação da caverna em busca de artefatos e respostas para como o Homem de Pequim viveu.

Em 15 de dezembro, quatro cientistas se encontraram no Museu Real de Ontário (Toronto), para compartilhar suas últimas descobertas. Três deles, Xing Gao, Zhang Yue e Zhang Shuangquan, são da Academia Chinesa de Ciências do Instituto de Paleontologia e Paleoantropologia de Vertebrados. O quarto, Chen Shen, é curador do Museu de Toronto e membro especial da Academia.

Entre o dele achados arqueológicos, é uma área de 300.000 anos que contém o que poderia ser uma lareira, semelhante a uma sala de estar pré-histórica. Isso poderia mostrar que o Homem de Pequim era capaz de controlar o fogo, uma habilidade importante devido ao clima frio característico do norte da China.

Por outro lado, o análise das ferramentas do Homem de Pequim mostrou resultados interessantes: Chen Shen explicou que o estudo de ferramentas de pedra revelou que os hominídeos provavelmente usavam pontas de pedra presas a paus para criar lanças. É um grande passo no desenvolvimento humano, pois envolve juntar dois materiais para formar uma ferramenta composta.

Outra questão é como esta descoberta se encaixa cronologicamente com outras descobertas pré-históricas recentes. No mês passado, cientistas que trabalham na África do Sul relataram à revista Science que outro hominídeo, o Homo Heidelbergensis, havia feito lanças há 500.000 anos. Isso deixa os pesquisadores se perguntando se o Homem de Pequim, um hominídeo diferente, começou a fazer lanças ao mesmo tempo.

Talvez a descoberta de pesquisa mais estranha sejam as perfurações. Shen explicou que eles não sabiam hominídeos perfuram objetos ou por quê, mas eles certamente usaram essa técnica com suas ferramentas de pedra. Não há evidências até agora de que o Homem de Pequim fez ornamentos ou o que podemos considerar arte.

Finalmente, a análise mostra que o Homem de Pequim ele tinha um interesse especial por roupas: “Uma certa quantidade de instrumentos foi usada para trabalhar e raspar as peles"Shen disse em uma entrevista.

Imagem: Mlogic na Wikimedia

Quase formado em Publicidade e Relações Públicas. Comecei a gostar de história no 2º ano do ensino médio graças a um professor muito bom que nos fez ver que temos que conhecer nosso passado para saber para onde o futuro nos leva. Desde então não tive a oportunidade de investigar mais em tudo o que nossa história nos oferece, mas agora posso assumir essa preocupação e compartilhá-la com vocês.


Vídeo: Direito Penal Militar - Professor Rodolfo Souza - PMGOPMMGPMDFPMSC #IRS #AulaGratuita #AOVIVO