A UAM estudará a origem de El Castillejo de Chilla

A UAM estudará a origem de El Castillejo de Chilla

Durante 15 dias do próximo mês de julho, o primeiras sondagens no depósito El Castillejo de Chilla, localizado na localidade de Avila de Candeleda (Ávila). O objetivo desta intervenção é, além de investigar o origem dos vetones, aumentam o interesse cultural e favorecem o turismo do local.

Se o propósito desta intervenção for cumprido, um rede arqueológica de sítios dentro do qual seria incluído o de O cetim, um dos mais proeminentes e importantes no Espanha celta, e criação do museu etnográfico Candeleda.

Luis Berrocal-Rangel, diretor do projeto e professor de Pré-história e Arqueologia da Universidade Autônoma de Madrid, defende que esta ideia “devolve à sociedade o que investe em ciência e pesquisa”, Uma vez que os dois elementos anteriores do cultura vetônica Estão isolados porque o museu mais próximo fica em Badajoz.

No O Castillejo de ChillaAinda inexplorado, é possível ver indícios da existência de um assentamento subterrâneo, encostas de pedra que parecem paredes, pedras colocadas e vestígios de cerâmica, o que poderia ser devido à existência de casas e ajudariam a localizar tal local na história.

Devido à altura em que se encontra, os motivos de sua construção são mais propensos ao controle estratégico do vale do. Tietar e de todo o Jerte do que a sua utilização como uma simples casa.

Pode ser historicamente localizado entre os séculos VI AC e II AC., mas como diz Berrocal-Rangel, ainda não há dados suficientes para dizer que isso é verdade.

As obras a serem realizadas este ano serão constituídas por um estudo exaustivo da superfície e seus arredores, por meio de ferramentas como geo-radar e fotografias de satélite, para posteriormente realizar escavações e ver a estratigrafia. Se tudo correr como deveria, mais escavações serão feitas nos próximos anos e o maior projeto será equipado.

O projeto conta com o apoio da Câmara Municipal de Candeleda e da Associação de Turismo Rural Valle del Tiétar-Gredos Sur, que o confiou à Fundação da Universidade Autônoma de Madrid ao qual prestarão uma ajuda de 20.000 euros.

Nasci em Madrid em 27 de agosto de 1988 e desde então comecei uma obra da qual não há exemplo. Fascinado por números e letras e amante do desconhecido, sou um futuro graduado em Economia e Jornalismo, interessado em compreender a vida e as forças que a moldaram. Tudo fica mais fácil, mais útil e mais emocionante se, olhando para o nosso passado, pudermos melhorar o nosso futuro e para isso… História.


Vídeo: Dialogos básicos para tener conversaciones en inglés clase bilingüe