Moeda de Bronze de Bizâncio

Moeda de Bronze de Bizâncio


Moeda de bronze de Bizâncio - História

Moeda bizantina - eles NÃO são apenas restos de bronze feios!

Por Zachary & lsquoBeast & # 39 Beasley e Kevin Barry

Quando comecei a coletar moedas antigas, comecei com um Gordian III AR antoninianus. É uma moeda atraente e ainda está na minha coleção. As lendas latinas, o bom metal e o design bem executado me atraíram para os Impérios Romanos. Olhando ao redor em algumas outras culturas antigas, eu vi que a prata grega de alto grau ia ser muito cara para meu orçamento limitado e algumas coisas de bronze feias, mal coladas, supostamente moedas de bronze bizantinas. Eu sabia que certamente não queria jogar fora um bom dinheiro recolhendo AQUELES pedaços terríveis de lixo!

Bem, cerca de um ano depois de minha decisão muito rápida, eu não queria absolutamente nada com as moedas bizantinas, apareceu aquele que se tornaria um bom amigo meu, Steve Santore. Steve e eu colecionamos extensivamente bronzes romanos tardios, mas Steve também tinha coleções em outras categorias, como táleres AR europeus e bizantinos. Bizantino?! Eu fiquei chocado. Por que diabos alguém colecionaria moedas bizantinas? Bem, graças a Steve me mostrando a luz, agora tenho várias centenas de moedas bizantinas maravilhosas e realmente saio do meu caminho para procurar mais.

As moedas bizantinas tendem a ter uma má reputação. Por um império, que durou 1000 anos, há algo para todos. A história por si só é incrível e este site mostra mapas do império bizantino durante os diferentes períodos, para que o espectador possa apreciar como os territórios foram conquistados e perdidos, expandindo e contraindo em vastas áreas: http://byzantium.seashell.net.nz /articlemain.php?artid=mapbase_565

Há desacordo sobre quando o período bizantino começou oficialmente - alguns o colocam com a mudança da capital do Império Romano de Roma para Constantinopla por Constantino, o Grande em 330. Outros afirmam que começou durante o reinado de Anastácio em 491. Pessoalmente, Uso a reforma da cunhagem de Anastácio como início, uma vez que é radicalmente diferente da cunhagem do Império Romano.

Começando com Anastácio, encontramos seguidores muito grandes, atraentes questões de ouro e prata.


Anastasius, AE Follis (Large Module), 498-518, Post-Reform Copper Coinage, Constantinopla, Officina 2
36 mm, 17,88g - Foto cortesia de Beast Coins, loja VCoins

Ao longo de todo o período milenar do império, existem muitas denominações diferentes emitidas por uma ampla rede de casas da moeda. Algumas peças são tão intrincadas e interessantes quanto até as moedas gregas, que muitos numismatas consideram o ponto alto da arte milenar com dinheiro.

Alexius III, AV Hyperpyron, 1195-1203, Constantinopla
3,52g - Foto cortesia de Classical Numismatic Group, Venda 64, Lote 1361

Claro, existem bronzes bizantinos & quotscrappy & quot, mas muitas vezes eles são apenas fragmentados à primeira vista. Quando alguém começa a estudar as moedas, toda uma nova apreciação por elas entra em jogo. Eu tenho que admitir, quando vi pela primeira vez alguns dos seguidores da AE, fiquei desconcertado com a arte aparentemente simplista, flans irregulares e overstrikes. No entanto, olhando para o que se passava no império, levando em consideração o movimento de afastamento da personalização em moedas e iconografia e a falta de financiamento para a arte em geral no início, faz sentido porque as moedas se parecem com o que são.

Constantino VII e Romano I, e AElig Follis, 920-944, Constantinopla
29mm, 6,23g Overstruck em um Romanus I, AE Follis - Foto cortesia de Beast Coins, loja VCoins

Muitas vezes, folles são encontrados sobrecarregados com folles ou mesmo uma denominação diferente de um imperador anterior. Isso pode tornar a identificação do hospedeiro e às vezes até a nova moeda um desafio, mas eu descobri que é um desafio divertido e empolgante. Socos de contramarca também foram usados, mas eu não encontrei essa prática com muita freqüência e tenho dificuldade em chamá-la de contramarca em vez de contra-golpe, quando tantos detalhes foram usados.

Heraclius, AE Follis, 630-641, Sicília
Punção de 23-28 mm, 7,79 g no host Sear Byzantine 810 - Foto cortesia de Beast Coins, loja VCoins

Algumas das séries vão até mesmo apelar para o tipo de colecionador moderno & quotdeve ter um de cada ano & quot. Por exemplo, os folhos datados de Maurice Tiberius podem ser coletados por casa da moeda e ano. Apenas não tente colocá-los em uma pasta Whitman!

Maurice Tiberius, & AElig Follis, ano 8 (589/590), Theoupolis (Antioquia)
29-31 mm, 12,30g - Foto cortesia de Beast Coins, loja VCoins

Normalmente você já teria visto vários links nesta coluna, no entanto, não consegui encontrar muitas coleções bizantinas on-line! Porque? Eu não sei. Venham, colecionadores Bizantinos - mostrem ao mundo que vale a pena coletar moedas bizantinas! Sim, existem alguns dos lugares mais comuns, como o excelente site de Dave Surber & # 39: http://wildwinds.com/coins/byz/i.html e a seção bizantina de seu humilde escritor: http: // www. beastcoins.com/Byzantine/Byzantine.htm e até mesmo um novo garoto no bairro, o banco de dados Tantalus: http://tantaluscoins.com/browse.php?type=4&cur=1 mas não consegui encontrar nenhum site específico para colecionadores em minhas pesquisas. Existem alguns sites excelentes com muitas informações sobre o império bizantino, que incluem algumas fotos de moedas, como http://www.wegm.com/coins/byindex.htm e uma coleção particular de moedas bizantinas em http: // www.byzantinecoins.com, mas esse site não é atualizado desde 2002.

Espero que eu o tenha convencido a pelo menos dar as moedas bizantinas como chance. Eles podem não ser algo que você já pensou em colecionar, mas com 1000 anos de história em seu currículo, há muitos desafios neles.


NGC Ancients: A Guide to Denominated Byzantine Bronzes

Os colecionadores de moedas antigas enfrentam o desafio de construir conjuntos de denominações bizantinas.

O Império Bizantino (491 a 1453 d.C.) produziu um grande número de moedas durante seu quase milênio de existência. Uma grande porcentagem dessas moedas foi cunhada em cobre, muitas vezes com marcas denominacionais em grego ou latim.

A cunhagem bizantina é geralmente considerada como tendo começado com o reinado de Anastácio (491-518 dC) devido à sua reforma monumental da cunhagem de bronze em 498 dC. Antes disso, os únicos bronzes em circulação eram pequenos, toscos 'nummi' de os primeiros anos do reinado de Anastácio (e das questões remanescentes de seus antecessores recentes).

Um exemplo de um nummus pré-reforma de Anastácio é mostrado acima. Foi cunhado na casa da moeda principal, em Constantinopla, em algum momento entre 491 e 498 d.C. Ao contrário do resto das moedas ilustradas abaixo, não é denominado, mas em vez disso tem no reverso o monograma do imperador.

O humilde ‘nummus’ tornou-se a denominação base para o sistema que Anastácio estabeleceu para sua cunhagem de cobre. A maior de suas moedas de cobre era a de 40-nummi, mais comumente chamada de ‘follis’. O exemplo mostrado acima foi cunhado por Anastácio em Constantinopla. O M no reverso era o equivalente no alfabeto grego do número 40.

Uma das denominações incomuns do sistema bizantino era a peça de 30 nummi (3/4-follis) mostrada acima. Nesse caso, sua denominação é indicada com o grego Λ, que equivale a 30. Esse exemplo foi encontrado em Constantinopla sob Heráclio e Heráclio Constantino (613-641 d.C.).

A moeda de 20 nummi, mostrada acima, era comumente chamada de meia folicular. Este exemplo foi citado por Anastácio em Constantinopla, com o K no reverso sendo o equivalente grego de 20.

A moeda bizantina de 10 nummi era comumente chamada de decanúmio. Acima está um atingido por Anastácio em Constantinopla, com o I sendo o equivalente grego de 10.

Menor ainda era o 5-nummi, chamado pentanummium. O exemplo ilustrado acima foi atingido por Anastácio em Constantinopla, com o E sendo o equivalente grego de 5.

O menor de todos era o nummus. Na maioria dos casos, o reverso desta denominação carrega um monograma real ou algum outro desenho, no entanto, alguns são denominados com um A, o equivalente do alfabeto grego de 1. Mostrado acima é um exemplo de Justin I (AD 518-527) da casa da moeda em Tessalônica.

Tanto para as edições padrão de bronzes bizantinos com marcas denominacionais "gregas". Ainda resta, no entanto, uma grande variedade de bronzes denominados bizantinos, incluindo algumas denominações padrão que trazem marcadores de denominação latina no lugar do grego.

Fórmulas latinas para denominações eram usadas em Roma e Cartago, e às vezes em Ravenna, Constantinopla e Tessalônica. Abaixo estão vários exemplos.

Acima é mostrado um 40-nummi (follis) de Focas (602-610 d.C.), que na casa da moeda de Cyzicus emitiu este follis com o latim XXXX indicando sua avaliação como 40 nummi.

Um exemplo da peça incomum de 30 nummi (3/4-follis), emitida para Tibério II Constantino (578-582 d.C.) na casa da moeda de Cyzicus, é mostrado acima. Sua denominação é indicada com o latim XXX.

A peça de 20 nummi (half-follis) mostrada acima tem o Latin XX para marcar sua denominação. Foi atingido por Tibério II Constantino no que, presumivelmente, era a casa da moeda de Roma.

O 10-nummi (decanummium) mostrado acima tem um X, o equivalente latino de 10. Ele foi batido por Focas na casa da moeda de Roma.

Outro bronze denominado em latim é o 5-nummi (pentanummium), acima, no qual o V latino equivale ao número 5. Ele foi atingido por Justino II em Roma.

Algumas denominações verdadeiramente incomuns foram emitidas na casa da moeda bizantina em Alexandria, Egito. Estes são coletados avidamente por causa de sua peculiaridade dentro de um sistema de denominações razoavelmente bem regulado.

A maior das denominações ímpares alexandrinas era a 33-nummi. O mostrado acima foi marcado para Justiniano I (527-565 d.C.). Sua denominação é traduzida no estilo grego com a fórmula Λ (30) e Γ (3).

Acima está um 12 nummi atingido em Alexandria por Heraclius (610-641 d.C.). Sua denominação é indicada pelas letras gregas I (10) e B (2).

O 6-nummi alexandrino de Heráclio mostrado acima é marcado pela letra grega S (6). Uma denominação 3-nummi também foi lançada nesta casa da moeda.

Igualmente heterodoxa era a casa da moeda bizantina em Tessalônica, Grécia, onde a seleção de denominações às vezes era incomum. Cinco exemplos são mostrados abaixo.

A denominação deste bronze de 16 nummi de Tessalônica, emitida para Justiniano I, é indicada pelas letras gregas I (10) e S (6). Eles são ladeados pelas misteriosas letras AP, cujo significado ainda escapa aos estudiosos.

Outro bronze de Justiniano I de Tessalônica é a peça de 8 nummi ilustrada acima. Sua denominação é indicada pela letra grega H.

Acima é mostrado um número de 4 de Justiniano I de Tessalônica. Sua denominação é traduzida como um grande Δ no verso.

Uma peça incomum de 3 nummi tocada para Justin I em Tessalônica é mostrada acima. Sua denominação é marcada pela letra grega Γ.

A letra grega B marca esta peça de 2 nummi (acima) de Justiniano I de Tessalônica.

A última casa da moeda bizantina que examinaremos por seus bronzes de denominação ímpar é Cherson, na Crimeia. Ele tinha uma fórmula estranha em que seus bronzes geralmente eram marcados em múltiplos de cinco nummi, de modo que uma peça marcada '8' era na verdade uma moeda de 40 nummi (follis), e uma marcada '4' na verdade era uma moeda de 20 nummi (meio-folis). Um exemplo de cada um é mostrado abaixo.

Este follis (40-nummi) da casa da moeda Cherson foi emitido por Maurice Tiberius (582-602 d.C.). Seu reverso traz um grande H, o grego equivalente ao número 8, marcando-o como uma ‘8-pentanummia’.

Avaliada como um half-follis (20-nummi), esta edição Cherson-mint de Maurice Tiberius tem em seu reverso um grande Δ, o equivalente grego do número 4, marcando-o como uma ‘4-pentanummia’.

Interessado em ler mais artigos sobre moedas antigas? Clique aqui

Cortesia das imagens do Classical Numismatic Group.

Fique Informado

Quer receber notícias como esta em sua caixa de entrada uma vez por mês? Assine o boletim eletrônico gratuito do NGC hoje!

Obrigado!

Você foi inscrito no boletim eletrônico do NGC.

Incapaz de assinar nosso boletim eletrônico. Por favor, tente novamente mais tarde.


Moedas bizantinas de namoro

A datação de moedas bizantinas não é tão direta como se poderia pensar.

A datação em bronze O bronze bizantino foi introduzido pelo Imperador Justiniano I no 12º ano de seu reinado (ano de reinado) 538/39 DC. Ele ordenou que uma data fosse colocada no verso da moeda do lado direito e do lado esquerdo a palavra ANNO (ano). Parece fácil de seguir, mas aqui é onde fica confuso.

O 12º ano do reinado de Justiniano foi 538/539 DC, mas a data indicada na moeda era o número 2.

Justiniano I governou de 1º de agosto de 527 a 14 de novembro de 565 DC, então seu primeiro ano de reinado foi 527/28 DC. Ele governou por 39 anos.

O número da indicação aumentará até 15, quando o ciclo recomeça.

EncontroAno de reinadoIndicação na moeda
551/52 DC2515
552/53 DC261
564/64 DC3914

Para complicar ainda mais a questão, se o imperador governasse depois de 566, o ciclo teria recomeçado, tornando ainda mais difícil definir uma data exata.

Este sistema continuou com Justin II, Tibério II Constantino, Focas, Heracluis, Constante II, Constantino IV, Justiniano II, Tibério III e Leôncio. O único imperador que os anos de reinado e os anos indicados foram os mesmos foi Maurício Tibério. Uma palavra de cautela, antes de atribuir uma data ao seu material de referência do cheque de moedas.

Acima está um Follis do imperador Justiniano I com a legenda: DN IVSTINIANVS PP AVC. O M grande indica que é um Follis, a letra A indica que é da oficina A na casa da moeda Nikomedia (marca da casa da moeda NIKO). À esquerda está a palavra ANNO (ano) e à direita estão as letras X e U, que é 10 + 5 ou ano 15. Saber que Justiniano datou suas moedas pela primeira vez no ano 12 de seu reino, colocando o número 2 nelas. O número 15 seria então o 25º ano de seu reinado e a data seria 551/552 DC para esta moeda. Espero que faça sentido.


Moeda de bronze de Bizâncio - História

Moeda de bronze bizantina de Arelate emitida por Constantino, o Grande

  • Animalia - Reino contendo organismos multicelulares com células ligadas por uma membrana plasmática e organizadas em tecidos e sistemas de tecidos especializados que lhes permitem mover-se em busca de comida ou atrair comida para si. Incapazes de fazer sua própria comida dentro de si mesmas, como fazem as plantas fotossintéticas, elas dependem do consumo de alimentos pré-formados. Eles possuem um sistema nervoso com nervos sensoriais e motores, permitindo-lhes receber estímulos ambientais e responder com movimentos especializados.
  • bronze - refere-se a uma ampla gama de ligas de cobre, especificamente qualquer liga não ferrosa de cobre, estanho e zinco ou outros metais residuais. O bronze foi feito antes de 3.000 aC - possivelmente já em 10.000 aC, embora seu uso comum em ferramentas e itens decorativos seja datado apenas em artefatos posteriores. As proporções de cobre e estanho variam amplamente, de 70 a 95 por cento de cobre em artefatos antigos sobreviventes. Por causa da base de cobre, o bronze pode ser muito maleável e fácil de trabalhar. Na Idade Média na Europa, reconhecia-se que o uso de metais em certas proporções poderia produzir propriedades específicas. Alguns bronzes modernos não contêm estanho, substituindo outros metais como alumínio, manganês e até zinco. Historicamente, o termo era usado alternadamente com "latão". O bronze padrão dos EUA é composto por 90% de cobre, 7% de estanho e 3% de zinco. Antigas ligas de bronze às vezes continham até 14% de estanho.
  • Bizantino - Cultura, estilo e período dos estados cristãos do Mediterrâneo oriental durante o domínio do Império Bizantino (330 - 1453 EC). A arte e a cultura bizantinas foram transmitidas por grande parte do mundo cristão e duraram até o século 16 na Europa oriental. O estilo é caracterizado por temas imperiais e religiosos, e um movimento de afastamento das formas naturalistas gregas originais para favorecer a estilização ritualística, com a intenção de sugerir o espiritual. Para a cultura e o estilo do mundo cristão italiano e mediterrâneo ocidental, aproximadamente do terceiro a meados do século IX EC, use "Cristão Primitivo".
  • moedas - Pedaços de metal carimbados por autoridades governamentais para uso como dinheiro.
  • corujas - Ordem contendo cerca de 180 espécies em duas famílias de aves raptoriais noturnas com bico em forma de gancho, garras fortes e plumagem macia. Todas as corujas têm a mesma aparência geral, que é caracterizada por uma face plana, bico pequeno em forma de gancho, cauda curta, asas redondas e olhos grandes voltados para a frente. O pássaro passou a ser associado a Atenas, a deusa grega da sabedoria e também as corujas se tornaram um símbolo de inteligência porque se pensava que elas podiam prever os eventos. Além disso, por causa de sua existência noturna e sons de pios, as corujas também são símbolos associados ao ocultismo. Na Idade Média, a coruja tornou-se um símbolo das trevas antes da vinda de Cristo.
  • Strigiformes - Ordem contendo cerca de 180 espécies em duas famílias de aves raptoriais noturnas com bico em gancho, garras fortes e plumagem macia. Todas as corujas têm a mesma aparência geral, que é caracterizada por uma face plana, bico pequeno em forma de gancho, cauda curta, asas redondas e olhos grandes voltados para a frente. O pássaro passou a ser associado a Atenas, a deusa grega da sabedoria e também as corujas se tornaram um símbolo de inteligência porque se pensava que elas podiam prever os eventos. Além disso, por causa de sua existência noturna e sons de pios, as corujas também são símbolos associados ao ocultismo. Na Idade Média, a coruja tornou-se um símbolo das trevas antes da vinda de Cristo.
  • Um Tesouro do Conhecimento: Uma Exposição da Coleção de Moedas Antigas de Bryn Mawr, 01/09/2005 - 01/12/2005

  • Nome do proprietário: Presente de Clarissa Compton Dryden, turma de 1932, MA 1935
    Função: Doador
    Lugar: Bryn Mawr, Pensilvânia, EUA
    Método de aquisição: Herdado
    Data de início da propriedade: 1925
    Data de término da propriedade: 1987
    Observações: Estas moedas foram doadas pela Sra. Lincoln (Clarissa Compton) Dryden (A.B. 1932, M.A. 1935). Eles estavam anteriormente na coleção Densmore Curtis.

Se você gostaria de citar este objeto em um artigo da Wikipedia, use o seguinte modelo:

& ltref name = BMC & gtcite web | url = http: //triarte.brynmawr.edu/objects-1/info/160061 | title = Moeda de bronze bizantina de Arelate emitida por Constantino, o Grande | author = Bryn Mawr College Library Coleções especiais | accessdate = 19/06/2021 | publisher = Bryn Mawr College & lt / ref & gt

O seu critério de pesquisa atual é: Portfólio é & quotFeatured Coins & quot e [Objeto] Período / Era / Dynasty é & quotlate antique-bizantino & quot.


Moedas de bronze gravadas com imperadores bizantinos encontradas em Israel

Cerca de 1.400 anos atrás, em Israel, uma bolsa contendo nove moedas de bronze foi cuidadosamente escondida dentro de um nicho na parede de um prédio. Intocado desde então, o esconderijo de moedas surgiu recentemente durante as escavações para uma expansão da rodovia perto de Ein Hemed, um parque nacional localizado a cerca de 4 milhas (7 quilômetros) a oeste de Jerusalém.

As moedas raras datam do período bizantino, aproximadamente no século VII. Os arqueólogos os descobriram dentro de um prédio de dois andares, perto de grandes pedras que desabaram.

A estrutura onde as moedas foram encontradas faz parte de um site maior que abrange terrenos dos dois lados da rodovia. Provavelmente representa uma propriedade que foi abandonada pelos proprietários durante um período de perigo, possivelmente a invasão persa em 614 DC, que pôs fim ao domínio bizantino na área, disseram representantes da Autoridade Israelense de Antiguidades (IAA) em um comunicado descrevendo as novas descobertas . [Galeria de imagens: Antigo tesouro revelado]

"Parece que durante um período de perigo, o dono do tesouro colocou as moedas em uma bolsa de pano que ele escondeu dentro de um nicho escondido na parede", disse Annette Landes-Nagar, a diretora da escavação do IAA, no comunicado .

"Ele provavelmente esperava voltar e pegá-lo, mas hoje sabemos que ele não conseguiu", disse Landes-Nagar.

As moedas são impressas com as imagens de três imperadores bizantinos: Justiniano (483 a 565 d.C.), Maurício (539 a 602 d.C.) e Focas (547 a 610 d.C.). As figuras imperiais estão vestidas para a batalha e carregando cruzes, e as denominações das moedas estão impressas no verso, junto com a letra "M", de acordo com representantes do IAA.

Cerca de um ano atrás, escavações na rodovia revelaram os restos de uma igreja bizantina. Os especialistas suspeitam que tenha sido um assentamento histórico chamado Einbikumakube, uma palavra que ecoa no nome atual de uma aldeia árabe próxima, chamada Beit Naquba.

O IAA e a Netivei Israel, empresa nacional responsável pelo desenvolvimento da infraestrutura de transporte, vão colaborar para conservar o local e protegê-lo como um marco, disse Amit Shadman, arqueólogo distrital de Judá, no comunicado.

Mantenha-se atualizado sobre as últimas notícias científicas, inscrevendo-se em nosso boletim informativo Essentials.

Obrigado por se inscrever no Live Science. Você receberá um e-mail de verificação em breve.


Moeda bizantina

Moeda bizantina, dinheiro usado no Império Romano Oriental após a queda do Ocidente, consistia principalmente em dois tipos de moedas: o solidus de ouro e uma variedade de moedas de bronze de valor claro. O início do que é visto como moeda bizantina pela numismática começou com a reforma monetária de Anastácio em 498, que reformou o sistema de cunhagem do final do Império Romano, que consistia no ouro solidus e o bronze nummi. O nummus era uma moeda de bronze extremamente pequena (cerca de 8-10 mm), o que era inconveniente porque um grande número delas era necessário, mesmo para pequenas transações. As novas moedas de bronze eram compostas de múltiplos dessa moeda, como as moedas de 40 nummi, 20 nummi, 10 nummi e 5 nummi (outras denominações foram produzidas ocasionalmente). O anverso (frente) dessas moedas apresentava um retrato altamente estilizado do imperador, enquanto o reverso (verso) apresentava o valor da denominação representada de acordo com o sistema de numeração grego (M = 40, K = 20, I = 10, E = 5). Moedas de prata raramente eram produzidas.

A única moeda de prata (semia) emitida regularmente foi o Miliaresion, cunhada em finuras variadas, com um peso geralmente entre 7,5 e 8,5 gramas. A miliaresion foi cunhada já no século 6, mas parece mais comum do sétimo ao nono séculos. Pequenas transações foram realizadas com cunhagem de bronze ao longo deste período.

O solidus dourado permaneceu um padrão de comércio internacional até o século XI, quando começou a ser degradado sob sucessivos imperadores, começando na década de 1030 sob o imperador Romanos Argyros (1028 & # 82111034). Até aquele momento, a finura do ouro permaneceu consistente em cerca de 0,955-0,980.

No início do século IX, um solidus de peso de três quartos foi emitido em paralelo com um solidus de peso completo, ambos preservando o padrão de finura, sob um plano fracassado de forçar o mercado a aceitar as moedas de peso inferior ao valor do total moedas de peso. A moeda de três quartos do peso era chamada de Tetarteron (Gk, 'quarto-er'), e todo o peso solidus era chamado de Histamenon. O tetarteron era impopular e só foi relançado esporadicamente durante o século X. O peso total solidus tinha uma estrutura de 72 por libra romana, cerca de 4,48 gramas de peso. Também havia solidi de peso reduzido por um siliqua emitido para o comércio com o Oriente próximo. Estes solidi reduzidos, com uma estrela tanto no anverso como no reverso, pesavam cerca de 4,25 g.

Na época do imperador Romanos Diógenes (1067 & # 82111071), o solidus tinha sido degradado para apenas cerca de 15% de teor de ouro. Sob Aleixo I Comnenus (1081 & # 82111118), o degradado solidus foi descontinuado e uma cunhagem de ouro de maior pureza (geralmente .900-.950) foi estabelecida, comumente chamada de hiperpyron. O hiperpyron era ligeiramente menor que o solidus. Permaneceu em emissão e circulação regulares até o final do Império Bizantino em 1453, embora após a segunda metade do século XIV também tenha sido frequentemente degradado. Depois de 1400, a moeda bizantina tornou-se insignificante, pois o dinheiro italiano se tornou a moeda predominante em circulação.


O sistema monetário bizantino mudou durante o século 7 quando o 40 nummi (também conhecido como o follis), agora significativamente menor, se tornou a única moeda de bronze a ser emitida regularmente. Embora Justiniano II (685 & # 8211695 e 705 & # 8211711) tenha tentado restaurar o tamanho do folículo de Justiniano I, o folículo continuou a diminuir lentamente de tamanho. No século 10, os chamados "foliões anônimos" foram cunhados em vez das moedas anteriores retratando o imperador. Os seguidores anônimos apresentavam o busto de Jesus no anverso e a inscrição "XRISTOS / BASILEU / BASILEON", que se traduz em "Cristo, Rei dos Reis" (ver iconoclastia).

Mais tarde cifra moedas (em forma de taça) conhecidas como trachy eram emitidas tanto em electrum (ouro degradado) quanto em billon (prata degradada). A razão exata para tais moedas não é conhecida, embora geralmente se teorize que elas foram moldadas para facilitar o empilhamento.


Antigos, Antiguidades, Medieval

& # 8211 Das moedas da Grécia, Roma e Pérsia antigas às moedas medievais e edições do Império Bizantino, poucas áreas podem se igualar ao nível de intriga e excitação oferecido por moedas e antiguidades antigas. Os antigos são a base de todas as moedas modernas. E há algo realmente incrível em segurar moedas que foram lançadas ou cunhadas centenas, até mesmo milhares de anos atrás.

Coletando moedas antigas

Existem muitas maneiras de coletar antigos. Alguns optam por coletar moedas de períodos específicos, como moedas medievais. Outros coletam por civilização ou por temas reversos e reversos. Outros ainda constroem coleções de moedas mencionadas na Bíblia. Uma das formas mais populares de colecionar antigos é reunir uma coleção de moedas romanas antigas pelo imperador.

Coletar antigos nunca foi tão fácil

Coletar anciãos pode parecer assustador no início. Mas Littleton facilita a construção de uma coleção gratificante de antiguidades e moedas antigas ou medievais. Você encontrará um tesouro de recursos em nosso Centro de Aprendizagem, incluindo um glossário antigo e guias de classificação de moedas antigas. Além de livros e referências, respostas a perguntas frequentes e muito mais. Temos até Clubes de Colecionadores que tornam a montagem de sua coleção de antigos tão fácil quanto 1-2-3!


Moeda de bronze de Bizâncio - História

Ofertas atuais - moedas medievais

Ofertas Atuais













Contexto histórico: Esta moeda foi cunhada pelo IMPÉRIO ROMAION (Bizantino) (Remanescentes do IMPÉRIO ROMANO) durante o reinado de Constante II (641 a 668 DC). O Império Romaion surgiu dos remanescentes do IMPÉRIO ROMANO. Baseado em sua fundação no PRIMEIRO CRISTÃO em CONSTANOPLE por Constantino, o Grande (por volta de 320 DC).

Obv: Constans II e Constantine
Rev:
Potente Cruzado
Peso:
4,4 gramas
Diâmetro:
19 mm de diâmetro (aproximadamente o tamanho de um níquel americano, mas com a espessura de 1/2)
Doença:
Muito bom, grafite leve na rotação

Obv: Enfrentando Cristo
Rev:
Virgem Maria Nimbate e Miguel
Diâmetro:
27 mm de diâmetro (um pouco maior do que um quarto dos EUA)
Doença:
sobre Fina / Muito Fina, Furada

Obv: Enfrentando Cristo
Rev:
Virgem Maria Nimbate e Miguel
Diâmetro:
26 mm de diâmetro (um pouco maior do que um quarto dos EUA)
Doença:
sobre Fina / Muito Fina, Furada

Obv: São Marcos está de pé abençoando Doge, longo bastão com cruzamento entre
Rev:
Cristo em pé de frente, 16 estrelas ao redor
Peso: 3,4 grm
Diâmetro:
20 mm de diâmetro (pouco maior que um quarto dos EUA)

Doença:
sobre Fina / Muito Fina, Furada, Ligeiramente curvada

(Clique duas vezes para ver a foto ampliada)

# 5457: Bronze Bizantino - 495 DC, Anastasius I,
Grande & quotM & quot

Contexto histórico: Esta moeda foi cunhada pelo IMPÉRIO ROMAION (Bizantino) (Remanescentes do IMPÉRIO ROMANO) durante o reinado de ANASTASIUS I, cunhada por volta de 491 a 518 DC. O grande & quotM & quot especifica a denominação da moeda. Refere-se ao equivalente grego de 40, indicando que é uma follis igual a 40 Nummia. O Império Romano surgiu dos remanescentes do IMPÉRIO ROMANO e baseado em sua fundação no CRISTIANISMO ANTIGO em CONSTANÓPIO por Constantino, o Grande (por volta de 320 DC).

Atribuição: O anverso (frente) desta moeda é Anastácio I, usando uma coroa de louros. O reverso é o grande & quotM & quot e a datação conforme descrito acima. Esta moeda está em condições & quotabout Fine & quot. O golpe é forte de ambos os lados. Esta moeda é um BRONZE FOLLIS medindo cerca de 33 mm de diâmetro (quase o tamanho de um dólar de prata dos Estados Unidos).

(Clique duas vezes para ver a foto ampliada)

Heraclius e Martina
Constantinopla Mint !!

Contexto histórico: Veja acima.

Obv: Heráclio e Martina enfrentando
Rev: Potente Cruzado
Diâmetro: 22 mm de diâmetro (quase o tamanho de um níquel americano e espessura semelhante)
Doença:
Bem mais, Nice Toning

(Clique duas vezes para ver a foto ampliada)

# 4997: Bronze Bizantino - 560 DC, Justiniano I
& QuotM & quot grande e cruzado acima

Contexto histórico: Veja acima

Atribuição: O anverso (frente) desta moeda é Justiniano I. O reverso é o grande & quotM & quot e a datação conforme descrito acima. Esta moeda está em condições & quotabout Fine & quot. O golpe é forte de ambos os lados. Esta moeda é um BRONZE FOLLIS medindo cerca de 28 mm de diâmetro (entre o tamanho de um quarto dos EUA e US $ 0,50).

Contexto histórico: Justin II era sobrinho de Justiniano e foi selecionado para a sucessão antes da morte de seu tio. Justinian deixou vários problemas para Justin devido a seus planos ambiciosos demais. Justino II não era particularmente capaz e em 5 anos a maior parte da Itália foi perdida para os invasores lombardos e a Espanha para os Visigodos. Na frente oriental, ele começou uma guerra recusando-se a pagar tributo a Khusru. Ele ficou mentalmente doente e entregou o trono a Tibério.

Obv: Justin II e Sophia enfrentando
Rev:
Grande & quotM & quot e legenda, O & quotM & quot especifica a denominação da moeda. Refere-se ao equivalente grego de 40, indicando que é uma follis igual a 40 Nummia. Acima do & quotM & quot está uma cruz cristã.
À esquerda, & quotANNO, & quot significa ano e o ano de seu reinado à direita & quotY, & quot Ano 5.
Diâmetro:
28 mm de diâmetro (quase o tamanho de US $ 0,50, mas mais grosso)
Doença:
Multar

Contexto histórico: Veja acima.

Obv: Heráclio e Martina enfrentando
Rev:
Grande & quotM & quot e legenda, O & quotM & quot especifica a denominação da moeda. Refere-se ao equivalente grego de 40, indicando que é uma follis igual a 40 Nummia. Acima do & quotM & quot está uma cruz cristã.
À esquerda & quotANNO, & quot significando ano e o ano de seu reinado à direita & quotIII, & quot Ano 3.
Diâmetro:
30 mm de diâmetro (quase o tamanho de US $ 0,50, mas mais espesso)
Doença:
Multar

Contexto histórico: Veja acima.

Obv: Heráclio e Martina enfrentando


Rev:
Grande & quotM & quot e legenda, O & quotM & quot especifica a denominação da moeda. Refere-se ao equivalente grego de 40, indicando que é uma follis igual a 40 Nummia. Acima do & quotM & quot está uma cruz cristã.
À esquerda, & quotANNO, & quot significa ano e o ano de seu reinado à direita & quotX, & quot Ano 10.
Diâmetro:
30 mm de diâmetro (quase o tamanho de US $ 0,50, mas mais espesso)
Doença:
Multar

Contexto histórico: Veja acima.

Obv: Justin II e Sophia enfrentando
Rev:
Grande & quotM & quot e legenda, O & quotM & quot especifica a denominação da moeda. Refere-se ao equivalente grego de 40, indicando que é uma follis igual a 40 Nummia. Acima do & quotM & quot está uma cruz cristã.
À esquerda, & quotANNO, & quot significa ano e o ano de seu reinado à direita & quotY, & quot Ano 5.
Diâmetro:
30 mm de diâmetro (quase o tamanho de US $ 0,50, mas mais espesso)
Doença:
Multar

VENDIDO $ 27,95 cada mais frete

Contexto histórico: Veja acima.

Obv: Justin II e Sophia enfrentando
Rev:
Grande & quotM & quot e legenda, O & quotM & quot especifica a denominação da moeda. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "Y," Year 5.
Diâmetro:
30 mm diameter (almost the size of a US $.50 but thicker)
Doença:
Boa

SOLD $15.95 each plus shipping

Historical Context: See above.

Obv: Justin II and Sophia facing
Rev:
Large "M" and legend, The "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "Y," Year 5.
Diâmetro:
30 mm diameter (almost the size of a US $.50 but thicker)
Doença:
Fine

Historical Context: See above.

Obv: Phocas and Empress Leontia facing
Rev:
Large "M" and legend, The "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "I," Year 1.
Diâmetro:
30 mm diameter (almost the size of a US $.50 but thicker)
Doença:
Fine

Historical Context: See above.

Obv: Emperor facing
Rev:
Christ facing
Diâmetro:
31 mm diameter (almost the size of a US $.50 but thicker)
Doença:
Fine

Historical Context: See above.

Obv: Emperor facing
Rev:
Christ facing
Diâmetro:
31 mm diameter (almost the size of a US $.50 but thicker)
Doença:
Fine

Historical Context: See above.

Obv: Emperor facing
Rev:
Christ facing
Diâmetro:
29 mm diameter (little smaller than a US $.50)
Doença:
Good (Much better than photo shows)

Historical Context: See above.

Obv: Emperor facing
Rev:
Christ facing
Diâmetro:
25 mm diameter (almost the size of a US Quarter but thicker)
Doença:
Fine

Historical Context: See above.

Obv: Emperor facing
Rev:
Christ facing
Diâmetro:
25 mm diameter (almost the size of a US Quarter but thicker)
Doença:
Fine

Historical Context: See above.

Obv: Co-Emperors facing
Rev:
Christ facing
Diâmetro:
31 mm diameter (almost the size of a US $.50 but thicker)
Doença:
Fine

Obv: Christ facing
Rev:
Large legend "Jesus Christ King of Kings"
Diâmetro:
32 mm (almost the size of a US Silver Dollar)
Doença:
Fine

Obv: Christ facing
Rev:
Large legend with "Jesus Christ" and "Basil"
Diâmetro:
26 mm (almost the size of a US Quarter)
Doença:
Fine

Obv: Christ and Leo facing
Rev:
Large legend with "Leo" and titles
Diâmetro:
27 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Obv: Christ facing
Rev:
Large cross
Diâmetro:
27 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Obv: Christ facing
Rev:
Large cross
Diâmetro:
28 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Obv: Christ facing
Rev:
Large cross
Diâmetro:
27 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Obv: Christ facing
Rev:
Large cross
Diâmetro:
27 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Obv: Christ facing
Rev:
Large cross and legend
Diâmetro:
29 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Boa

Obv: Christ facing
Rev:
Large cross and legend
Diâmetro:
29 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Boa

Obv: Christ facing
Rev:
Large cross and legend
Diâmetro:
29 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Boa

Historical Context: Veja acima

Attribution: The obverse (front) of this coin is Justinian I. The reverse is the big "K" and the dating as described above. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is a BRONZE HALF FOLLIS measuring about 26 mm diameter (between the size of a US Quarter and $.50).

Historical Context: Veja acima

Attribution: The obverse (front) of this coin is Justinian I. The reverse is the big "K" and the dating as described above. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is a BRONZE HALF FOLLIS measuring about 26 mm diameter (between the size of a US Quarter and $.50).

Obv: Heraclius (on left) and Heraclius Constantine (on right) standing facing, cross between their heads. Heraclius wears crown and Military dress, holds long cross, and has moustache and long beard his son, with short beard, wears crown and chlamys, and holds globus cruciger
Rev:
Large "M" and legend, The "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "II," Year 2.
Diâmetro:
27 mm diameter (larger than a US Quarter)
Doença:
Fine plus

Obv: King facing
Rev:
Large "M" and legend, The "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "III," Year 3.
Diâmetro:
28 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Obv: King facing
Rev:
Large "M" and legend, The "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "II," Year 2.
Diâmetro:
29 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Historical Context: Constans was the son of Heraclius Constantine and was made co-Emperor at age 11 in 641 AD. During the early part of his reign, the Arabs concurred Egypt, which was a tremendous lost to the Byzantine because Egypt was a rich province. He also faced down revolts in Norhtern Africa and Italy. He successfully led a campaign against the Slavs in the Balkans. He was ultimately assassinated and succeeded by his son.

Obv: Constans II
Rev:
Large "M" and legend, The "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "II," Year 2.
Diâmetro:
24 mm diameter (about the size of a US Quarter)
Doença:
Fine

Historical Context: These coins were minted in Northern Europe about the end of the 16th century during the reign of Zygmunt III Waza. Zygmunt III (Sigismnund III Vasa of Sweden, 1587-1632) established the Uniate Church in 1596, whereby a large body of his Orthodox subjects accepted the supremacy of Rome. There is still a column of King Zygmunt III in the castle square in Warsaw, Poland.

Obv: Coat of Arms, Legend
Rev:
Cross on Globe. Legend
Diâmetro:
19 mm diameter (about the size of a US Nickel but 1/3 as thick)
Doença:
about Very Good to about Fine

The purchase price is for one of these coins selected randomly.

Snake Castle

Inside Snake Castle

#99027: Christian Cursades Coins - 11th to 14th Centuries AD,
Cilician Armenia -- Bastion of Christendom in the East

Historical Context: These coins were minted in Cilician Armenia, a state formed in the Middle Ages by Armenian refugees fleeing the Seljuk invasion of Armenia about 1045 AD. It was aligned with the European during the Crusades and saw itself as a bastion of Christendom in the East. It was located on the Gulf of Alexandretta of the Mediterranean Sea in what is today southern Turkey , strategically located near the Hoyland. The kingdom remained independent from around 1078 to 1375. Snake Castle (located about 30 miles east of Adana, Turkey) is such a Crusader-era castle on the Cilician plain - See photos to right. These coins (these exact coins) almost certainly passed through this castle while in its prime period..

Cilicia was reconquered from the Arabs by the Byzantine Emperor Nicephorus II Phocas around 965. He expelled the Muslims living there, and Christians from Syria and Armenia were encouraged to settle in the region. Emperor Basil II (976-1025) attempted to expand into Armenian Vaspurakan in the East and Arab-held Syria towards the south. As a result of the Byzantine military campaigns, the Armenians spread into Cappadocia and eastward from Cilicia into the mountainous areas of northern Syria and Mesopotamia.

The Armenian immigration increased with the formal annexation of Greater Armenia to the Byzantine Empire in 1045 and the Seljuk conquest 19 years thereafter, giving two new waves of migration. After the fall of Bagratid and during the following centuries, the Armenian state was unable to re-establish itself and its sovereignty. It remained under the rule of Turkic tribes.

Obv: Cross Potent, Legend around
Rev:
Various Symbols (Monograms, Coats of Arms, etc.), Legend around
Diâmetro:
15 to 25 mm diameter (slightly smaller than a US dime to size of a US quarter)
Doença:
typically Very Good to almost Fine

The purchase price is for one of these coins selected randomly.

Historical Context: This coin is a scyphate-type minted in by the Byzantine Empire during about the 11th and 12th Centuries. Scyphgate refers to the cup-shape of the coin. This is the period of Byzantine blossoming before the catastrophe of 1204 AD.

Obv: Christ facing
Rev:
King facing
Diâmetro:
28 mm (larger than a US Quarter, cup-shaped)
Doença:
about Very Fine

The purchase price is for one of these coins selected randomly.

Historical Context: This coin was minted in late Medieval France.

Obv: Eagle
Rev: Cross
Condition: "about Fine" condition.
Size: about 16 mm diameter (almost the size of a US dime but thinner).

Historical Context: This coin was minted in late Medieval Austria.

Obv: Duck
Rev: Star within Wreath
Doença: "Good" condition.
Tamanho: about 16 mm diameter (almost the size of a US dime but thinner).

Historical Context: This coin was minted in late Medieval Austria.

Obv: Crown
Rev: Double Barred Cross
Doença: "Good" condition.
Tamanho: about 13 mm diameter (almost the 3/4ths size of a US dime but thinner).

Historical Context: This coin was minted by the ROMAION (Byzantine) EMPIRE (Remnants of the ROMAN EMPIRE) during the reign of JUSTIN I minted about 518 to 527 AD. The big "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. The Romaion Empire rose from the remnants of the ROMAN EMPIRE and based on its founding on EARLY CHRISTIANITY in CONSTANOPLE by Constantine the Great (around 320 AD).

Attribution: The obverse (front) of this coin is Justin I wearing a laurel wreath. The reverse is the big "M" and the dating as described above. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is a BRONZE FOLLIS measuring about 28 mm diameter (almost the size of a US $.50).

Historical Context: This coin was minted by the ROMAION (Byzantine) EMPIRE (Remnants of the ROMAN EMPIRE) during the reign of JUSTIN I minted about 518 to 527 AD. The big "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. The Romaion Empire rose from the remnants of the ROMAN EMPIRE and based on its founding on EARLY CHRISTIANITY in CONSTANOPLE by Constantine the Great (around 320 AD).

Attribution: The obverse (front) of this coin is Justin I wearing a laurel wreath. The reverse is the big "M" and the dating as described above. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is a BRONZE FOLLIS measuring about 28 mm diameter (almost the size of a US $.50).

(Double click for enlarged photo)

#99014: Medieval Denar , early 1300's AD,
End of The Crusades period

Burgundy, France !!

Historical Context: These coins were minted in Burgundy, France, during the reign of Hugh V, 1305-1315 AD. He was the son of Robert II, Duke of Burgundy and Agnes Capet (daughter of Louis IX of France). He became the Duke of Burgundy in 1305 AD. His parents had 9 children and Hugues was the second son (his older brother died 1283). Hughes was born 1282 in Of and died 9 May 1315 in Argilly. He married Catherine de Valois (born 1275) on March 24, 1302.

This coin is a BILLON (silver and bronze alloy) Denier. It measures about 18 mm diameter (about the size of a US Penny but about 1/3 as thick).

Obv: Quarter anchor cross, Legend
Rev:
Cross, Legend
Diâmetro:
18 mm diameter (about the size of a US Penny but 1/3 as thick)
Doença:
Good to about Fine

The purchase price is for one of these coins selected randomly.

Historical Context: This coin was minted by the ROMAION (Byzantine) EMPIRE (Remnants of the ROMAN EMPIRE) during the reign of Phocas minted about 602 to 610 AD. The big "XX" specifies the coin's denomination. The Romaion Empire rose from the remnants of the ROMAN EMPIRE and based on its founding on EARLY CHRISTIANITY in CONSTANOPLE by Constantine the Great (around 320 AD).

Attribution: The obverse (front) of this coin is Phocas wearing a crown. The reverse is the big "M" and the dating as described above. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is BRONZE measuring about 23 mm diameter (slightly larger than a US nickel).

Historical Context: This coin was minted during THE CRUSADES. The crusades to the Holy Land lasted from 1095 until 1291. The Turks were encroahing on the Byzantine empire and had begun attacking pilgrims on their way to - and in - Jerusalem. Pope Urban II made a significant speach on about supposed atrocities committed by the Turks on the Christian pilgrims. Urban personally promoted a Holy Crusade to reclaim the Holy Lands from the barbarian Turks. Thus, the First Crusade was launched in 1096 AD. The crusades brought three world cultures (The West, Byzantium, Islam) into contact and confrontation.

Attribution: The obverse (front) of this coin is Jesus Christ. The reverse is a large Cross. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is BRONZE measuring about 27 mm diameter (slightly larger than a US Quarter).

Historical Context: This coin was minted during THE CRUSADES. The crusades to the Holy Land lasted from 1095 until 1291. The Turks were encroahing on the Byzantine empire and had begun attacking pilgrims on their way to - and in - Jerusalem. Pope Urban II made a significant speach on about supposed atrocities committed by the Turks on the Christian pilgrims. Urban personally promoted a Holy Crusade to reclaim the Holy Lands from the barbarian Turks. Thus, the First Crusade was launched in 1096 AD. The crusades brought three world cultures (The West, Byzantium, Islam) into contact and confrontation.

Attribution: The obverse (front) of this coin is Jesus Christ. The reverse is a large Cross. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is BRONZE measuring about 22 mm diameter (slightly larger than a US Nickel).

(Double click for enlarged photo)

#9338: Byzantine Bronze -- 1100 to 1300 AD,
The Crusades

Historical Context: This coin was minted during THE CRUSADES. The crusades to the Holy Land lasted from 1095 until 1291. The Turks were encroahing on the Byzantine empire and had begun attacking pilgrims on their way to - and in - Jerusalem. Pope Urban II made a significant speach on about supposed atrocities committed by the Turks on the Christian pilgrims. Urban personally promoted a Holy Crusade to reclaim the Holy Lands from the barbarian Turks. Thus, the First Crusade was launched in 1096 AD. The crusades brought three world cultures (The West, Byzantium, Islam) into contact and confrontation.

Attribution: The obverse (front) of this coin is Jesus Christ. The reverse is a large Cross. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is BRONZE measuring about 22 mm diameter (slightly larger than a US Nickel).

Historical Context: This coin was minted by the ROMAION (Byzantine) EMPIRE (Remnants of the ROMAN EMPIRE) during the reign of Maurice Tiberius minted about 582 to 602 AD. The big "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. The Romaion Empire rose from the remnants of the ROMAN EMPIRE and based on its founding on EARLY CHRISTIANITY in CONSTANOPLE by Constantine the Great (around 320 AD).

Obv: King facing
Rev:
Large "M" and legend, The "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. Above the "M" is a Christian cross.
On left "ANNO," meaning year and the year of their reign on right "XII," Year 12.
Diâmetro:
28 mm (almost the size of a US $.50)
Doença:
Fine

Historical Context: This coin was minted by the ROMAION (Byzantine) EMPIRE (Remnants of the ROMAN EMPIRE) during the reign of Maurice Tiberius minted about 582 to 602 AD. The big "M" specifies the coin's denomination. It refers to the Greek equivalent of 40, indicating this is a follis equal to 40 Nummia. The Romaion Empire rose from the remnants of the ROMAN EMPIRE and based on its founding on EARLY CHRISTIANITY in CONSTANOPLE by Constantine the Great (around 320 AD).

Attribution: The obverse (front) of this coin is Phocas wearing a crown. The reverse is the big "M" and the dating as described above. This coin is in "about Fine" condition. The strike is strong on both sides. This coin is BRONZE measuring about 28 mm diameter (slightly larger than a US quarter).

#99030: Eastern Europe SILVER Grosh – 1300’s AD, JESUS CHRIST !!

Historical Context: This coin was minted during the later part of the Medieval Times in Eastern EUROPE about the reign of Ivan Alexander (1331 to 1355). About 1018 AD the Byzantine Empire had adsorbed the area north of Greece. However, the slavics, resenting the Greek influence, prompted several revolts leading to an indenpendent kingdom in 1188 AD. This is about the same time of the invasion of William the Conquer into England. Ivan Alexander came to power through a hereditary connection to Kalojan who spawn the new kingdom in the late 12 th century. Ivan named his own son as successor but their relationship fall apart leading a fractured empire unable to defend itself against the Turkish invasion in in the late 14 th century. The obverse (front) of this coin is JESUS CHRIST wearing a halo. The reverse scene is Ivan Alexander and his co-ruler Michael Asen (died in 1355).

Attribution: Silver Grosh, 1331 to 1355 AD, Europe: The obverse (front) of this coin is JESUS CHRIST wearing a halo. The reverse scene is Ivan Alexander and his co-ruler Michael Asen (died in 1355). This coin is in "Very Fine" condition and has more detail than photo shows. The strike is strong on both sides. This coin is unaltered with a nice toned coloring in the recesses highlighting the images. This coin is a SILVER GROSH measuring about 22 mm diameter (slightly smaller than a US Quarter but about as thick).

The purchase price is for one of these coins selected randomly.

(Double click for enlarged photo)

#11214: Eastern Europe SILVER Grosh – 1300’s AD, JESUS CHRIST !!

Historical Context: This coin was minted during the later part of the Medieval Times in Eastern EUROPE about the reign of Ivan Alexander (1331 to 1355). About 1018 AD the Byzantine Empire had adsorbed the area north of Greece. However, the slavics, resenting the Greek influence, prompted several revolts leading to an indenpendent kingdom in 1188 AD. This is about the same time of the invasion of William the Conquer into England. Ivan Alexander came to power through a hereditary connection to Kalojan who spawn the new kingdom in the late 12 th century. Ivan named his own son as successor but their relationship fall apart leading a fractured empire unable to defend itself against the Turkish invasion in in the late 14 th century. The obverse (front) of this coin is JESUS CHRIST wearing a halo. The reverse scene is Ivan Alexander and his co-ruler Michael Asen (died in 1355).

Attribution: Silver Grosh, 1331 to 1355 AD, Europe: The obverse (front) of this coin is JESUS CHRIST wearing a halo. The reverse scene is Ivan Alexander and his co-ruler Michael Asen (died in 1355). This coin is in "Very Fine" condition and has more detail than photo shows. The strike is strong on both sides. This coin is unaltered with a nice toned coloring in the recesses highlighting the images. This coin is a SILVER GROSH measuring about 22 mm diameter (slightly smaller than a US Quarter but about as thick).

#11213: Eastern Europe SILVER Grosh – 1300’s AD, JESUS CHRIST !!

Historical Context: Same as above

Attribution: Same as above

#11041: Eastern Europe SILVER Grosh – 1300’s AD, JESUS CHRIST !!

Crude Style

Historical Context: Same as above

Attribution: Same as above

#11215: Eastern Europe SILVER Grosh – 1300’s AD, JESUS CHRIST !!

Historical Context: Same as above

Attribution: Same as above

Venice !!

Historical Context: These coins were minted in Venice 1275 to 1280AD by Jacopa Contarini..

Obv: Christ facing
Rev:
King and Christ facing
Diâmetro:
20 mm diameter (about the size of a US Nickel but 1/3 as thick)
Doença:
Fine plus

Historical Context: This coin was minted in HUNGARY during the 1500’s. These are the first coins of Hungary to portray the famous Madonna and Christ Child which became a signiture type for Hungary. Although constantly at war with Turkey, Hungary was prosperous and maintained good silver coinage throughout. The motif reflects Hungary’s strong ties with the Christian church. The obverse (front) of this coin is MADONNA and the CHRIST CHILD. The reverse is a COAT of ARMS.

Attribution: Silver Denier, 1571 AD, Europe: This coin is in "Very Fine plus" condition and has good detail (much better than photos shows). The strike is strong on both sides. This coin has excellent coloring, nice even toning. This coin is a SILVER Denier measuring about 15mm diameter (about the diameter of a US dime but as thick).

Oldest and Nicest of this Group

Historical Context: Veja acima

Attribution: Silver Denier, 1545 AD, Europe: This coin is in "Very Fine plus" condition and has good detail (much better than photos shows). The strike is strong on both sides. This coin has excellent coloring, nice even toning. This coin is a SILVER Denier measuring about 15mm diameter (about the diameter of a US dime but as thick).

Historical Context: Veja acima

Attribution: Silver Denier, 1575 AD, Europe: This coin is in "Very Fine plus" condition and has good detail (much better than photos shows). The strike is strong on both sides. This coin has excellent coloring, nice even toning. This coin is a SILVER Denier measuring about 15mm diameter (about the diameter of a US dime but as thick).

Historical Context: Veja acima

Attribution: Silver Denier, 1580 AD, Europe: This coin is in "Very Fine plus" condition and has good detail (much better than photos shows). The strike is strong on both sides. This coin has excellent coloring, nice even toning. This coin is a SILVER Denier measuring about 15mm diameter (about the diameter of a US dime but as thick).

Historical Context: Veja acima

Attribution: Silver Denier, 1563 AD, Europe: This coin is in "Very Fine plus" condition and has good detail (much better than photos shows). The strike is strong on both sides. This coin has excellent coloring, nice even toning. This coin is a SILVER Denier measuring about 15mm diameter (about the diameter of a US dime but as thick).

Historical Context: Veja acima

Attribution: Silver Denier, 1551 AD, Europe: This coin is in "Very Fine plus" condition and has good detail (much better than photos shows). The strike is strong on both sides. This coin has excellent coloring, nice even toning. This coin is a SILVER Denier measuring about 15mm diameter (about the diameter of a US dime but as thick).

Historical Context: A Muslim victory (Alp Arslan's victory) over the Byzantines at the Battle of Manzikert (1071) alarmed the Christian world, and Seljuk aggressiveness was a major reason for launching the First Crusade (1095), which were declared by the Council of Clermont, Urban II (Nov 1095).

This coin is a BILLON (silver and bronze alloy) Denier.

Obv: Cross, Legend
Rev:
Lion Standing, Claws forward
Diâmetro:
15 mm diameter (about the size of a US dime but 1/3 as thick)
Doença:
about Fine

(Double click for enlarged photo)

#4578: late Renaissance JETON (Bronze Coin-like Token) – 1500’s AD, England / Northern Europe!! IMPERIAL ORB !!

Historical Context: This coin is a JETON minted in Nuremberg around the 1500’s (late Renaissance period). These tokens were often issued by churches, shops, and land owners for use by their parishioners and employees. In the case of shops and land owners, these tokens would be used in the company stores. For Churches, jetons were used for donative purposes.

Attribution: Jeton, 1500 to 1650 AD, Europe: The obverse (front) of this coin is an IMPERIAL ORB with CROSS on top. The reverse are three Royal Crowns and three Rosettes in a circular arrangement. This coin is in "Fine" condition and has more detail than photo shows. The strike is strong on both sides. This coin is unaltered with a nice even tone coloring. This jeton is BRONZE measuring about 25 mm diameter (about the size of a US Quarter) but thinner.

Historical Context: This coin is a scyphate-type minted in by the Byzantine Empire during about the 11th and 12th Centuries. Scyphgate refers to the cup-shape of the coin. This is the period of Byzantine blossoming before the catastrophe of 1204 AD.

Obv: Christ facing
Rev:
King facing
Diâmetro:
28 mm (larger than a US Quarter, cup-shaped)
Doença:
about Very Fine

Historical Context: See above Historical Context

Obv: Christ facing
Rev:
King facing
Diâmetro:
28 mm (larger than a US Quarter, cup-shaped)
Doença:
about Very Fine

(Double click for enlarged photo)

#6190: Medieval (Byzantine) Bronze - During Blossoming of Byzantine Culture !!
11th and 12th Century AD

Historical Context: See above Historical Context

Obv: Christ facing
Rev:
King facing
Diâmetro:
26 mm (slightly larger than a US Quarter, cup-shaped)
Doença:
about Very Fine

Pay for your purchase by credit cards, personal check, or money orders
E






Content Copyright 2000, MuseumSurplus.com (Ken Martins)

Source code and object code Copyright 1998, Primecom Interactive, Inc.
Subject to terms of license agreement.


Collecting Ancient Coins - A Classical Tradition

Different coin types attract different personalities. While Greek coins fascinate collectors drawn to their artistic merit, Roman Imperial issues attract those who prize their realistic and imposing portraits of emperors and their families. Persian coins have special meaning to collectors interested in the culture and religion of ancient Iran, and the successors of Alexander issued unusual and attractive Indo-Greek coins in Southwest Asia. Ancient coins were struck in many metals: gold, silver, electrum (a natural gold-silver alloy), brass, bronze, billon (debased silver), potin, lead and even nickel. Although ancient gold can be expensive, some issues (notably those of the Byzantine Empire) are very reasonably priced. Silver coins are normally well preserved, however bronze coins often circulated for long periods and many examples show considerable wear, as well as the effects of natural chemical changes.

Biblical coins offer special attractions to those interested in early Christianity or ancient Jewish culture. Such collectors may seek a "Tribute Penny" denarius, a "Widow's Mite" lepton, a "Thirty Pieces of Silver" shekel or coins of Herod and Pontius Pilate. All these may best be appreciated when presented in their historical context -- the special theme of Classical Coins.

Numismatic literature, in addition to the importance of its content, is a significant collecting subject. The elegant engraved illustrations of Greek and Roman coins in early numismatic books are treasured today by collectors. Classical Coins offers a wide selection of numismatic books, monographs, sale catalogues and other references. These can be good investments, since they recently have been appreciating even faster than the coins they describe.


Assista o vídeo: Moeda rara de quase 200 anos de cobre - Será que vale muito dinheiro?