Sonoma State University

Sonoma State University

A Sonoma State University (SSU) faz parte do sistema da California State University. Seus 300 acres de campus paisagístico ficam no sopé das pitorescas colinas de Sonoma, cerca de 11 quilômetros ao sul de Santa Rosa e uma hora de carro ao norte de São Francisco. A SSU, com pouco mais de 8.000 alunos, é uma das escolas menores do sistema universitário estadual. A SSU foi fundada como Sonoma State College, um centro de formação de professores na Baía Norte, em 1960. Brown.SSU mudou-se para o local atual em 1966 , quando seus dois primeiros edifícios, os salões Stevenson e Darwin, foram concluídos. O Sonoma State College recebeu o status de universidade em 1978 e, posteriormente, foi rebatizado de Sonoma State University. O Sonoma State é uma universidade de ciências e artes liberais, dedicada a fornecer ensino de graduação de alta qualidade e programas de pós-graduação profissional selecionados. As ofertas acadêmicas também incluem nove programas de credencial e oito programas de graduação e pós-graduação. O programa de intercâmbio internacional no currículo do estado de Sonoma facilita a experiência internacional para os alunos, que considera vital à luz da economia globalizada de hoje. Uma parte exclusiva do currículo é o Wine Business Program. Os alunos da Somma State vêm de vários Estados Unidos. Outras instalações no campus incluem uma biblioteca de última geração, centro de saúde e infraestrutura de esportes e recreação.


Missão, História, Acreditação

A missão do SSU é preparar os alunos para serem pessoas instruídas que:

  • Tenha uma base para a aprendizagem ao longo da vida,
  • Tenha uma ampla perspectiva cultural,
  • Tenha um grande apreço pelas conquistas intelectuais e estéticas, & # 160
  • Serão líderes e cidadãos ativos,
  • São capazes de seguir carreiras gratificantes em um mundo em mudança, e
  • Preocupam-se em contribuir para a saúde e o bem-estar do mundo em geral.

Para cumprir sua missão, a Sonoma State University reconhece que sua primeira obrigação é desenvolver e manter excelentes programas de ensino de graduação baseados nas artes liberais e nas ciências. Os programas de ensino são projetados para desafiar os alunos não apenas a adquirir conhecimento, mas também a desenvolver as habilidades de análise crítica, raciocínio cuidadoso, criatividade e autoexpressão. A excelência no ensino de graduação exige que os alunos participem de um programa bem planejado que oferece tanto uma educação liberal quanto oportunidades de preparação para uma carreira específica.

A Universidade oferece uma ampla gama de disciplinas tradicionais, bem como programas interdisciplinares, para que os alunos sejam capazes de explorar diversos modos de investigação, a compreensão obtida nas várias disciplinas e um espectro global de ideias, instituições, valores e expressões artísticas .

A universidade oferece programas profissionais e de pós-graduação selecionados que levam a graus de mestre & # 8217s, credenciais de ensino e certificados em vários campos de carreira. Esses programas atendem às necessidades regionais e estaduais nas comunidades acadêmica, empresarial, educacional e profissional.

A qualidade da experiência educacional depende de estreitas relações humanas e intelectuais entre alunos e professores para promover a troca aberta de ideias. A Universidade está empenhada em criar uma comunidade de aprendizagem na qual pessoas de origens e culturas diversas são valorizadas pela amplitude de suas perspectivas e são incentivadas em suas atividades intelectuais. O caráter especial da University & # 8217s na educação da Califórnia emerge de seu pequeno tamanho, seu compromisso com altos padrões de bolsa de estudos e desenvolvimento profissional contínuo e sua promoção da diversidade no corpo docente, funcionários e populações de alunos.

A Universidade também reconhece sua obrigação de servir como recurso educacional e cultural para as pessoas das comunidades vizinhas. Oferece cursos, palestras, workshops e programas abertos ao público. Eventos especiais nas artes, ciências e atletismo contribuem para a vida intelectual e cultural dos alunos e da comunidade.


Fatos

Abaixo, você descobrirá a Sonoma State University através das lentes de uma variedade de fatos e estatísticas.

  • Presidente: Dra. Judy K. Sakaki
  • Fundação: 1961
  • Mascote: Seawolves
  • Tamanho do campus: 269 acres
  • Lema: "Lux Mentis, Lux Orbis" (Luz da mente, Luz do mundo)
  • Credenciamento: Western Association of Schools and Colleges
  • Membro: Council of Public Liberal Arts Colleges
  • Doação = $ 49 milhões
  • Campus de médio porte (8.649 alunos, 93% alunos de graduação)
  • Proporção de 63% feminino para 37% masculino
  • 3.384 estudantes residenciais, principalmente calouros e segundanistas
  • Principais cursos (por número de alunos em um curso):
    • Administração de Empresas
    • Psicologia
    • Desenvolvimento na Primeira Infância
    • Estudos Liberais - Escola Hutchins
    • Sociologia

    A Sonoma State University é totalmente credenciada pela Western Association of Schools and Colleges. A SSU também é membro do prestigioso Conselho de Faculdades de Artes Liberais Públicas, uma associação de faculdades e universidades públicas cuja missão principal é garantir que o ensino de ciências e artes liberais de graduação esteja disponível aos alunos dos sistemas públicos de ensino superior. SSU é o único membro da COPLAC na Califórnia.

    Credenciamentos de programas individuais concedidos por:

    • American Chemical Society
    • Associação Nacional de Escolas de Música
    • Liga Nacional de Enfermagem (Programas de Bacharelado e Mestrado)
    • Associação Nacional de Escolas de Arte e Design
    • Association to Advance Collegiate Schools of Business
    • Conselho de Credenciamento de Aconselhamento e Programas Educacionais Relacionados
    • Programas da Escola de Educação aprovados pela Comissão de Credenciamento de Professores (CTC)
    • Conselho Nacional de Acreditação de Formação de Professores (NCATE)

    A SSU Alumni Association é uma corporação sem fins lucrativos projetada para apoiar e promover o desenvolvimento do SSU. A missão da Associação é fornecer serviços aos ex-alunos da Sonoma State University, bem como encorajar e aprimorar seu relacionamento ao longo da vida com a universidade. A Associação patrocina programas e eventos de ex-alunos e oferece bolsas de estudo. A associação está aberta a graduados, ex-alunos e amigos da SSU.

    Número total de ex-alunos SSU: 70.000+

    O Programa de Atletismo Intercollegiate da SSU participa da California Collegiate Athletic Association como um programa da Divisão II da NCAA. Atualmente, competem cinco equipes intercolegiais masculinas e nove femininas. Além disso, há uma grande variedade de clubes esportivos e um programa ativo de esportes internos e recreativos.

    A cada ano, a SSU patrocina centenas de seminários, workshops, palestras, conferências, exposições e outros programas públicos. Além disso, milhares de residentes de North Bay assistem a apresentações públicas no campus todos os anos, produzidas ou patrocinadas pelo Departamento de Música e pelo Departamento de Artes Teatrais e Dança. A Galeria de Arte da Universidade e a Galeria da Biblioteca da Universidade são atrações importantes para os artistas locais, hospedando inúmeras exposições a cada ano. Além disso, com a inauguração do Green Music Center em 2012, grandes avanços foram feitos no sentido de trazer atistas, palestrantes e workshops culturalmente significativos para residentes e estudantes de North Bay.

    Dentro dos 36 departamentos acadêmicos da SSU, os graus são oferecidos em 46 majors e 49 menores no nível de bacharelado e 15 no nível de mestrado. A universidade oferece um mestrado conjunto em matemática com a San Francisco State University e um doutorado conjunto em administração educacional com a Sacramento State University e a University of California, Davis. Existem nove programas de credencial e oito programas de graduação e pós-graduação. A SSU também oferece um dos únicos programas Wine Business do país. Os programas de credenciais de ensino básico em educação incluem várias disciplinas, várias disciplinas BCLAD, disciplina única, serviços administrativos, artes da leitura / linguagem (especialista em certificação), educação especial (leve / moderada moderada / severa), serviços de pessoal para alunos (através do departamento de aconselhamento).

    Centros Satélites

    A SSU oferece programas de conclusão de bacharelado de divisão superior em Estudos Liberais no campus do Mendocino College em Ukiah, o campus do Napa Valley College e no campus do Solano Community College em Vallejo.

    A Escola de Educação Internacional e Estendida da SSU oferece acesso aos recursos intelectuais, culturais e educacionais da Sonoma State University para a comunidade e estudantes internacionais. Além das interseções de verão e inverno, que oferecem educação geral e cursos importantes para a graduação antecipada, a escola oferece uma variedade de cursos para desenvolvimento profissional e licenciamento, juntamente com programas de graduação voltados para adultos que trabalham. Entre seus programas comunitários estão o programa de enriquecimento de verão para jovens, EXCEL, e o Osher Lifelong Learning Institute para adultos mais velhos (com aulas na SSU, Oakmont e Healdsburg). Os alunos internacionais podem adquirir as habilidades da língua inglesa de que precisam para negócios ou acadêmicos no Sonoma State American Language Institute.

    número de empregados
    Tipo de Funcionário Número Percentagem
    Faculdade 573 41%
    Pessoal* 837 59%
    Total 1,410 100%

    * Inclui equipe administrativa e acadêmica

    Corpo docente (incluindo treinadores, conselheiros, bibliotecários)
    Tipo de instrutor Número Percentagem
    Permanente 251 42%
    Temporário 346 58%
    Gênero do corpo docente
    Faculdade Número Percentagem
    Masculino 307 53%
    Fêmea 266 47%
    Total 573 100%
    Etnia do corpo docente

    Índio americano ou nativo do Alasca

    Grupo étnico Número Percentagem
    Orçamento 2013-2014
    Orçamento operacional Quantia Percentagem
    Mensalidade e taxas de estudante $ 50,4 milhões 36%
    Apropriação de impostos estaduais e fundos de loteria $ 74,4 milhões 53%
    Recuperação de Custos $ 16,7 milhões 12%
    Outras quantias
    Concessões e contratos $ 8,5 milhões n / D
    Total de doações e presentes (16/17 - 18/19) $ 10,1 milhões n / D

    Fundado

    O Sonoma State College foi fundado em 1961 quando o governador Edmund G. Brown assinou o projeto de lei 43 do Senado, estabelecendo o colégio como membro do sistema California State College. A faculdade foi inaugurada em alojamentos temporários em 1961 sob a liderança do presidente fundador Ambrose R. Nichols, Jr. com uma inscrição de 265 alunos da divisão superior. A maioria dos professores e administradores do Santa Rosa Center do San Francisco State College, que atendia a região desde 1956, ingressou no novo colégio. O Sonoma State College mudou-se para seu local atual de 269 acres em 1966, quando seus primeiros dois edifícios, Stevenson e Darwin Halls, foram concluídos. Naquela época, havia mais de 1.000 alunos matriculados. Em 1978, o status de Universidade foi concedido e o nome da faculdade foi mudado para Sonoma State University.

    Marcos Universitários

    Ano Evento
    1961 SSU torna-se parte do sistema California State College (agora California State University)
    1962 Primeiro grau de bacharel em artes (ensino fundamental)
    1962 Primeiro programa de quatro anos oferecido
    Maio de 1966 Primeira turma de formandos
    1966 Primeiro mestrado oferecido (biologia, psicologia)
    1978 Alcançado status de universidade
    1999 A SSU foi convidada a ingressar no Council of Public Liberal Arts Colleges como membro único da Califórnia
    2000 O Centro de Informações Jean & amp Charles Schulz é construído
    2001 É fundado o Instituto de Aprendizagem ao Longo da Vida para alunos com mais de 50 anos. A Fundação Osher deu um grande presente que resultou na mudança de nome para Instituto Osher de Aprendizagem ao Longo da Vida.
    2004 A Universidade é presenteada com sua primeira cadeira dotada. A doação de US $ 1,5 milhão veio dos Índios Federados de Graton Rancheria para financiar uma posição de professor em Estudos Nativos Americanos.
    2005 Começa a renovação do Darwin Hall, o segundo edifício original da Universidade
    2005 A universidade oferece uma reserva natural de 3.500 acres a noroeste de Cloverdale, Califórnia, chamada Galbreath Wildlands Preserve
    2005 O recém-construído Centro de Recreação recebe o Prêmio de Instalações Esportivas de Destaque da National Intramural Recreational Sports Association por seu uso funcional do espaço e incorporação de técnicas de construção sustentáveis.
    2006 Darwin Hall reabre como um edifício científico do século 21
    2006 Começa a construção do Donald & amp Maureen Green Music Center
    2007 A construção do Green Music Center está avançando rapidamente
    2008 Começam as obras da Tuscany Village, a mais nova fase da habitação
    2008 Inauguração do Music Education Hall no complexo Green Music Center
    2011 Sonoma State comemora 50 anos
    2012 Green Music Center é aberto
    2013 Centro do aluno é aberto

    Presidentes

    Presidente datas
    Ambrose R. Nichols. Jr. 1961-1970
    Thomas H. McGrath 1971-1974
    Marjorie Downing Wagner 1974-1976
    Peter Diamandopoulos 1977-1983
    David W. Benson 1984-1992
    Ruben Armiñana 1992-2016
    Judy K. Sakaki Presente de 2016

    Sonoma State é um campus residencial, com 90 por cento da classe de calouros e 37 por cento de todos os alunos de graduação optando por morar no campus. Nacionalmente reconhecido na Princeton Review por "Dorms Like Palaces", as habitações da SSU vão além da típica experiência de dormitório, oferecendo estilo de vida em suítes em seis vilas residenciais, com um total de 3.100 unidades. Todas as suítes e apartamentos são totalmente mobiliados e acarpetados com suas próprias salas de estar e banheiros, e todos os apartamentos têm suas próprias cozinhas e fornecem conectividade sem fio à rede de computadores da Universidade.

    Holdings

    A biblioteca possui um acervo de mais de 670.000 volumes, com 8.000 novos títulos adicionados a cada ano. As assinaturas de periódicos atuais chegam a mais de 35.000 (em formato impresso e eletrônico).

    Coleções Especializadas

    • Coleção Regional de North Bay
    • Extensa coleção de livros infantis
    • Recursos de negócios de vinho
    • Coleção de Jack London, incluindo primeiras edições, cartas e histórias originais em série

    Serviços

    • Instrução
    • Assistência de pesquisa
    • Espaços de estudo inovadores
    • Recursos de computação extensivos

    Circulação

    Aproximadamente 275.000 itens por ano.

    Visitas

    Houve mais de 630.000 visitas de alunos, professores, funcionários e usuários da comunidade em 2012.

    Recursos Eletrônicos

    No site da biblioteca, alunos, professores e funcionários têm acesso ao catálogo da biblioteca, a mais de 160 bancos de dados cobrindo todas as áreas acadêmicas e a um número cada vez maior de artigos de periódicos em texto completo.

    Tamanho e localização

    269 ​​acres, localizado no Parque Rohnert, no sopé das Montanhas Sonoma. O campus fica a uma hora de carro ao norte de São Francisco e tem uma localização central entre o Oceano Pacífico a oeste e a região vinícola ao norte e leste.

    Edifícios e instalações

    Nome da Instalação Pés quadrados
    Stevenson Hall 130,160
    Darwin Hall 111,821
    Casa de campo 15,826
    Ives Hall 48,510
    Edifício do ginásio 65,985
    Ruben Salazar Hall 116,186
    Rachel Carson Hall 20,000
    Nichols Hall 30,700
    Halls residenciais 684,560
    Commons 18,500
    Salão Internacional 17,600
    Art Building 46,604
    Evert B. Person Theatre 20,655
    Centro de Informação Schulz 215,500
    Centro Recreativo 53,442
    Centro de Tecnologia Ambiental 3,120
    Centro de estudantes 130,065
    Total * 1,848,059

    * Total inclui tudo instalações, não apenas as listadas acima.

    Matrícula - outono de 2019

    Graduação e Pós-Graduação
    Alunos Número Por cento
    Estudante universitário 8,032 93%
    Pós-Bacharelado / Graduação 617 7%
    Total 8,649 100%
    Gênero
    Alunos Número Por cento
    Fêmea 5,693 63%
    Masculino 3,508 37%
    Grupos étnicos
    Etnia Por cento
    Índio americano / nativo do Alasca 0.3%
    Asiáticos 5.2%
    Afro-americano / negro 2.2%
    Hispânico / Latino 36.8%
    Duas ou mais etnias 6.5%
    Havaiano nativo ou ilhéu do Pacífico 0.3%
    Desconhecido 4.9%
    Branco 43.8%
    Total 100%
    Residência
    Localização Número Por cento
    Califórnia 8,526 98.58%
    Fora do Estado 89 1.03%
    Internacional 34 0.04%
    Idade Média
    Tipo de Aluno Era
    Estudante universitário 21
    Graduado 32
    Todos os alunos 22
    Diplomas de graduação concedidos
    Escola Número Por cento
    Artes e Humanidades 484 20.0%
    Negócios e Economia 498 20.6%
    Educação 142 5.9%
    Ciência e Tecnologia 504 20.9%
    Ciências Sociais 786 32.5%
    Em toda a universidade (especial principal) 3 0.1%
    Total 2,417 100%

    Taxas de estudante

    Visite a página de Registro e Taxas para uma visão geral completa dos carregadores e taxas por semestre para cada ano acadêmico.


    Conteúdo

    Três campeonatos nacionais da NCAA vencidos pelo futebol feminino em 1990, futebol masculino em 2002 e golfe masculino em 2009 também destacam as conquistas atléticas do SSU. Em 2008, o departamento de atletismo criou a Seawolf Sports Network, permitindo que os jogos de basquete em casa fossem transmitidos por streaming de vídeo pela Internet em um esforço para aumentar ainda mais o interesse em seus programas de esportes.

    Desde a inauguração da escola em 1962 até 2002, as equipes da escola eram conhecidas como os cossacos, uma homenagem aos colonos russos em Fort Ross. O nome dos cossacos foi considerado ofensivo por causa da "intolerância fanática dos não-cristãos do grupo. Os pogroms liderados pelos cossacos ao longo dos tempos deixaram centenas de milhares de judeus e outros mortos". Em novembro de 2000, o senado acadêmico do estado de Sonoma votou 24-3 a favor da renomeação do mascote, desta vez sem qualquer referência a um grupo humano. O senado estudantil posteriormente aprovou uma resolução quase idêntica.

    O então presidente da escola, Ruben Armiñana, formou um "comitê de nomes" composto por alunos, membros do departamento de esportes, professores e outros. Depois de muitos meses pesquisando milhares de alunos, funcionários, professores e ex-alunos, o grupo apresentou a Arminana duas alternativas possíveis - Condors (para o pássaro do estado da Califórnia, que não vive em Sonoma County) e Seawolves, uma homenagem ao próprio Jack London de Sonoma, autor de The Sea-Wolf. Armiñana escolheu o último. [2]

    Esportes masculinos Esportes femininos
    Beisebol Basquetebol
    Basquetebol Pelo país
    Golfe Golfe
    Futebol Futebol
    tênis Softbol
    tênis
    Atletismo †
    Voleibol
    Pólo aquático
    † - O atletismo inclui tanto interno quanto externo.

    Edição de beisebol

    O time de beisebol de Sonoma State é particularmente notável com repetidos campeonatos em conferências, 28 jogadores convocados para times da liga principal desde o ano 2000 e 68 jogadores convocados desde o início dos recordes em 1975.

    Futebol masculino Editar

    O time de futebol masculino apareceu no campeonato de futebol masculino da NCAA, Divisão II, em 1991, mas perdeu para o Florida Tech. Mais tarde, eles ganhariam o campeonato contra a Southern New Hampshire University em 2002.

    Edição de softball

    A equipe de softball da Sonoma State continuou a mostrar sua luta implacável para estar no topo. Nas últimas quatro temporadas, a treinadora Jennifer Bridges levou a equipe de softball a quatro participações consecutivas em torneios da NCAA e dois campeonatos de torneios CCAA.

    Voleibol feminino Editar

    A equipe de vôlei de Sonoma State chegou muito longe para se tornar a 16ª do país nas escolas da Divisão II. O técnico principal, Bear Grassl, recebeu o título de Técnico do Ano no ano passado. A equipe feminina de vôlei deve terminar em terceiro lugar no CCAA na temporada de 2014.

    Editar Aparências

    Os Sonoma State Seawolves competiram no Torneio da NCAA em 13 esportes (5 masculinos e 8 femininos) 105 vezes no nível da Divisão II. [3]

    Edição de equipe

    Os Seawolves of Sonoma State ganharam 3 campeonatos de equipes da NCAA no nível da Divisão II. [4]

    Ano escolar Esporte Oponente Pontuação
    1990–91 Futebol feminino Keene State 2–0
    2002–03 Futebol masculino Southern New Hampshire 4–3
    2008–09 Golfe masculino CSU San Bernardino 1,179–1,179

    Edição Individual

    No nível da Divisão III, Sonoma State conquistou 1 campeonato individual. [4]

    O estado de Sonoma também tem um forte programa de esportes de clube liderado por lacrosse, campeões nacionais da USLIA em 2002, remo e vôlei feminino, campeões nacionais da segunda divisão de 2018 e 2019. Em 2008, o Clube de Voleibol Masculino foi vice-campeão do Campeonato Nacional. Em 2010, o Clube de Voleibol Masculino venceu a divisão II do NIRSA National Championship, e o levantador sênior Scott Fontana foi nomeado MVP.

    Em 2017, Sonoma State Rowing obteve sucesso durante a Western Intercollegiate Rowing Association. Tanto o masculino Varsity 8+ quanto o Novice 4+ ganharam o ouro, competindo na categoria leve. [5]

    Em 2018, o Clube de Voleibol Feminino do Sonoma State venceu o Campeonato Nacional da Divisão II. A rebatedora externa Rachel Hadley foi nomeada MVP. O rebatedor direito Bailey Oliver e Libero Becca Steiner foram nomeados All-Americanos da 1ª equipe, e a Setter Samantha Wallace foi nomeada All-American Menção Honrosa.

    Em 2019, o Clube de Voleibol Feminino do Sonoma State conquistou o Campeonato Nacional da Divisão II, seu segundo título em dois anos. A rebatedora externa Rachel Hadley foi nomeada MVP pelo segundo ano consecutivo. O rebatedor direito Bailey Oliver e o levantador Sam Wallace foram nomeados All-Americanos da 1ª equipe, e a blocadora intermediária Molly Armstrong foi nomeada All-American Menção Honrosa. Os treinadores Robert Stamps e Chelsea Reilley foram nomeados Treinadores Nacionais do Ano.


    A história e o futuro da arte na Sonoma State

    O Comitê de Arte do Campus da Sonoma State University é responsável por coletar, manter e distribuir belas obras de arte em todo o campus há décadas. Estabelecido originalmente como Comitê de Ato Exterior em 1987, o comitê hoje supervisiona quase 1.400 peças da coleção de arte do campus.

    Um documento enviado pelo Reitor de Artes e Humanidades e membro do Comitê de Arte, Hollis Robbins, diz que a responsabilidade do comitê é, "Auxiliar, aconselhar e recomendar ao Presidente e à comunidade da Universidade, desenvolvendo e mantendo políticas, diretrizes, e padrões para a aceitação e exibição de arte visual em todo o campus. ”

    A partir de hoje, o comitê é composto por nove membros liderados pela Diretora da Galeria de Arte da Universidade e Presidente do comitê, Jennifer Bethke.

    “Garantimos que no comitê haja historiadores da arte e especialistas no assunto”, disse Robbins.

    Reunindo-se cerca de uma vez por mês, o comitê determina quais obras de arte, doadas ou presenteadas à Universidade, serão aceitas, onde seriam mais bem exibidas e se a Universidade tem ou não recursos para manter essas obras.

    Uma das maiores doações aceitas pelo Comitê de Arte foi a Coleção de Imagens, que foi doada em 2015 pela Vinícola Glen Ellen's Imagery Estate. A coleção de artes plásticas contemporâneas consistia em mais de 440 peças originais criadas por centenas de artistas diferentes. As peças foram inicialmente encomendadas como rótulos de vinho e garrafas decoradas de vinho da Imagery Estate Winery por mais de 35 anos. Peças da coleção agora podem ser encontradas em todo o campus da SSU.

    Quando questionada sobre por que é importante que a Universidade tenha um Comitê de Arte, o Diretor Sênior de Desenvolvimento do Green Music Center e membro do comitê, Marge Limbert, disse: “Há uma oportunidade, com nossos alunos, de se envolver na arte e ter um comitê quem pode apenas dizer sim ou não sobre se isso se encaixa nos padrões de qual arte devemos assumir nos ajuda a gerenciar o tamanho da coleção. Isso nos ajuda a ter certeza de que temos os recursos de que precisamos para cuidar da coleção. É um corpo de pessoas pensando sobre tudo o que envolve a aceitação da arte. ”

    Embora as restrições do COVID-19 não tenham afetado a quantidade de doações de arte recebidas pela Universidade no ano passado, elas tiveram um grande impacto na Galeria de Arte do campus. A galeria em si foi fechada desde o início da pandemia, no entanto, como muitos aspectos da vida agora, ela fez a transição para um ambiente virtual.

    Conforme declarado na página da SSU Art Gallery Exhibitions, “ART @ CSU reúne uma seleção delas [galerias de arte da CSU] em um ambiente online, para criar uma comunidade distanciada de arte e artistas da CSU. A animada coleção de obras aqui reunidas foi escolhida para destacar a notável diversidade de abordagem e estilo entre esses artistas. Eles servem para mostrar o talento do corpo docente artístico da CSU e para celebrar a importância da arte neste momento de adversidade. ”

    Embora esse formato virtual tenha sido limitante, também deu oportunidade para exposições, como a ART @ CSU, que não poderiam ser feitas dentro da galeria.

    SSU e o Comitê de Arte têm recebido muitas obras de arte ao longo dos anos, mantendo e compartilhando a beleza dessas peças com a comunidade. Apesar da pandemia em curso, este ano não será exceção. O trabalho da galeria de arte virtual com a ajuda do comitê de arte tornou mais fácil, para os interessados, ver a arte em um novo ambiente, mantendo-se seguro.


    Sonoma State University - História

    Uma entrevista com a ex-aluna francesa Sarah Heyward: Entrevista com Sarah Heyward. Eu tinha duas especializações em francês e artes de estúdio. Ex-alunos em destaque-Elise Manzanillo: Elise se formou em 2018 com especialização em Estudos Culturais Alemães pela SSU. Ela está atualmente matriculada no programa de Mestrado em Enfermagem de Entrada Direta na Universidade de Columbia Alumni Spotlight-Alessa Rigal: Alessa se formou em 2008 com dupla especialização em francês e estudos globais e especialização em espanhol. Alumni Spotlight-Holly Blevins: Holly Blevins (Lyon), graduada em 2018 com especialização em Estudos Culturais Alemães, está fazendo um mestrado na Universidade de Potsdam. Alumni Spotlight-Erica Forster: Erica Forster, graduada em 2013 pelo programa BA em francês, mora em Paris, França, e é gerente de operações da empresa de visitas guiadas The Tour Guy. A professora francesa Suzanne Toczyski entrevistou Erica via Zoom. Alumni Spotlight-Shani Langford: Shani Langford é graduada em 2012 pelo programa de BA em espanhol que mora em Washington, D.C. e trabalha para o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

    Bem-vindo ao estado de Sonoma! Estamos entusiasmados com o planejamento do nosso semestre de outono. Ao escolher a programação do outono, trabalhamos para criar um equilíbrio entre instrução remota e presencial para melhor apoiar nossos alunos.

    Os programas e cursos do Departamento de Línguas e Literaturas Modernas tornam acessíveis aos alunos as línguas, literaturas e culturas da França e do mundo francófono, Alemanha e outros países de língua alemã, e Espanha e América Latina.


    O Programa Hutchins é uma comunidade inclusiva de alunos engajados, trabalhando juntos para expandir o conhecimento e colocá-lo em ação para o bem comum. Nós nos esforçamos para equipar nossos alunos com a criatividade, adaptabilidade e compreensão necessárias para prosperar em um mundo interconectado.

    Hutchins está comprometido com o ensino baseado em seminário com ênfase na escrita, pensamento crítico e auto-expressão. Nosso objetivo é criar alunos ao longo da vida que irão contribuir com sucesso para o bem social maior. A pedagogia Hutchins se concentra em:

    • Mostrar aos alunos como participar e se motivar a buscar seu próprio aprendizado
    • Usando pequenos cursos baseados em seminário para promover a discussão, o pensamento crítico e a análise
    • Fornecendo uma sólida formação e prática em várias formas de escrita
    • Proporcionar uma comunidade de aprendizagem viável entre alunos e professores
    • Organizar a aprendizagem em torno de amplos temas interdisciplinares, em vez de um foco disciplinar estreito
    • Integrando aprendizagem independente e serviço comunitário nos currículos

    Para atingir esses objetivos, estabelecemos o seguinte Resultados de aprendizagem do aluno que são introduzidos, desenvolvidos e avaliados no currículo básico de Hutchins:

    Interdisciplinaridade: Identificar e Utilizar Múltiplas Disciplinas

    Os alunos têm a capacidade de analisar várias disciplinas de uma forma objetiva, matizada e respeitosa. Eles integram diferentes formas disciplinares e epistemológicas de saber.

    Habilidades do Seminário: Participação e Facilitação

    Os alunos demonstram evidências substanciais de participação ou facilitação em seminários. Eles participam consistentemente de seminários e mostram experiência, facilitando a discussão com vários colegas.

    Equidade e justiça social: compreensão da desigualdade sistêmica

    Os alunos podem integrar várias perspectivas sobre a desigualdade sistêmica nos Estados Unidos e em todo o mundo. Eles são capazes de discutir soluções para abordar a equidade e a justiça social e fazer conexões com conceitos, processos e teorias mais amplos.

    Pensamento crítico, metacognição e análise: abordando vários pontos de vista

    Os alunos podem abordar e analisar várias ideias conflitantes. Sua análise de pontos de vista conflitantes é cuidadosa, precisa e precisa. Eles reconhecem e refletem sobre os diferentes sistemas de conhecimento e epistemologias da sociedade.


    Na Sonoma State University, o departamento de filosofia é especializado no estudo da ética e dos valores. Os alunos examinam criticamente as questões mais profundas da vida e aprendem como avaliar soluções para problemas vitais e debates na sociedade contemporânea. Se você está curioso sobre as origens do valor, ou o que faz a vida valer a pena, ou como promover o bem público, então se formar em filosofia é uma escolha inteligente.

    Dividimos nosso currículo em um conjunto de requisitos comuns e um conjunto de requisitos de concentração. Os alunos escolhem entre quatro concentrações diferentes: 1) Pré-Direito e Ética Aplicada 2) The Good Life 3) Ciência, Tecnologia e Ética e 4) Justiça Social. Essas concentrações oferecem uma exploração aprofundada de temas e tópicos específicos. Pré-Direito e Ética Aplicada concentra-se na interseção de direito, política e ética. The Good Life enfoca a natureza do florescimento humano e as origens do valor. Ciência, Tecnologia e Ética se concentra na inteligência artificial e na ética da tecnologia e da ciência. Justiça Social se concentra em gênero, raça e poder. Os alunos aprendem teorias e ideias importantes e as aplicam em suas experiências e tomadas de decisão.

    Um diploma em filosofia oferece excelente treinamento para pensamento crítico, redação e conversação. Graduados em filosofia normalmente ficam entre os cinco primeiros no LSAT (o exame de admissão à faculdade de direito), no GMAT (o exame de admissão à escola de negócios) e no GRE (o exame de admissão à escola de pós-graduação). Os empregadores valorizam os graduandos em filosofia por sua capacidade de pensar por conta própria, resolver problemas e se adaptar a novas circunstâncias. Os graduados em filosofia têm um retorno sobre o investimento comparável ao dos graduados em engenharia e seus salários no meio da carreira são os mais altos fora das áreas de base.

    Por enfocarmos a ética e os valores, nosso curso é especialmente adequado para estudantes que aspiram a carreiras nas áreas de direito, justiça criminal, ética de dados, governo e administração pública, supervisão ética (médica, jurídica, profissional) e filantropia.


    Conteúdo

    Allen cresceu em Compton, Califórnia, e teve uma infância conturbada, incluindo meningite e quase morrendo às seis semanas de idade, além de ter sido esfaqueado 12 vezes na cabeça, ombro e pescoço por um jovem vizinho ao tentar proteger seu irmão em aos 10 anos de idade. [6] Ele frequentou uma escola diferente em cada um de seus quatro anos de ensino médio. Como calouro na Centennial High School em Compton, Allen estudou futebol. Em seu segundo ano, ele frequentou a Tokay High School em Lodi. No primeiro ano, Allen foi transferido para a Edison High School em Stockton. [7] Ele terminou a Vintage High School em Napa, Califórnia, mas não se formou.

    Allen não era academicamente qualificado para jogar futebol americano da Divisão I da NCAA, então frequentou o Butte College em Oroville, Califórnia. Em cada um de seus dois anos na Butte, a equipe foi de 10-1 ao vencer a Conferência Golden Valley, e Allen foi nomeado para as equipes All-Conference e All-State em ambas as temporadas. Allen também foi reconhecido como J.C. All-American após seu segundo ano. Allen não frequentou nenhuma escola no ano seguinte. Depois de um ano longe da escola, ele se matriculou na Sonoma State University, uma escola da Divisão II ao norte de San Francisco. Em dois anos com os cossacos, Allen desistiu de apenas um sack e foi duas vezes All-American. Os cossacos eram principalmente uma equipe de passes e estabeleceram 10 novos recordes escolares, incluindo a maioria das jardas ganhas, a maioria dos passes de touchdown, a melhor taxa de ganho por conclusão e a maior eficiência de passes. Durante a temporada sênior de Allen, a equipe estabeleceu uma marca escolar com 334 jardas corridas contra Cal State Hayward. Como um veterano, ele participou do Jogo do Santuário Leste-Oeste e do Senior Bowl.

    Draft Edit de 1994 da NFL

    As ações de Allen caíram no Draft de 1994 da NFL por causa de sua formação em escola pequena e de uma lesão no manguito rotador. [8] Allen foi o décimo jogador de linha ofensivo selecionado no draft e o primeiro jogador a ser escolhido no estado de Sonoma. Ele foi selecionado no segundo turno (46º geral), que marcou a melhor seleção de atacante dos Cowboys, desde Howard Richards em 1981.

    Editar Dallas Cowboys

    Edição dos anos 90

    Em 1994, Allen começou 10 jogos da temporada regular alternando entre guarda e tackle. Durante a temporada, ele empatou com Burton Lawless em 1975 e Kevin Gogan em 1987, para o maior número de partidas na linha ofensiva como estreante na história do clube na época, Flozell Adams quebrou o recorde em 1998. Allen ajudou Dallas a estabelecer um recorde de equipe por permitindo apenas 20 sacos totalizando apenas 93 jardas (o menor na NFL) enquanto ganha as honras de novato.

    Allen foi forçado a uma posição inicial apenas quatro jogos em sua temporada de estreia, quando Mark Tuinei sofreu espasmos nas costas na estrada contra o Washington Redskins. Ele recebeu a bola do jogo por ajudar a manter os Redskins sem saco para o jogo. Ele registrou sua primeira largada na NFL no tackle esquerdo, substituindo um ferido Tuinei contra o Arizona Cardinals. Isso marcou a primeira vez que um atacante novato começou no Dallas desde 24 de novembro de 1991, quando Erik Williams começou no tackle direito contra os Redskins. Allen voltou a desempenhar um papel de reserva nas duas semanas seguintes, mas no início da manhã de 24 de outubro, Williams se feriu em um acidente de carro e ficou afastado pelo resto da temporada, após o que Allen foi transferido para a linha de largada. na posição direita de tackle de Williams permanentemente, começando com um jogo em Cincinnati em 30 de outubro Naquele concurso de segunda à noite, o 325 libras. Allen chocou o Saints ao atropelar o linebacker Darion Conner por trás em um retorno de interceptação no início do jogo, quando Allen estava correndo de uma largada parada no momento da interceptação. [4] [9] Os locutores do jogo falaram mais sobre o feito incrível de Allen do que a própria interceptação. [10] Em seus primeiros playoffs, Allen recebeu a bola do jogo contra o Green Bay Packers em 8 de janeiro, quando o ataque de Dallas registrou 450 jardas totais e Troy Aikman completou 23 de 30 passes para 337 jardas. Allen torceu o tornozelo esquerdo durante o jogo, mas voltou a jogar. No jogo do campeonato da NFC em San Francisco, ele lutou durante três quartos com o tornozelo lesionado antes de deixar o jogo.

    Em 1995, Allen, ao ganhar sua primeira de sete viagens consecutivas para o Pro Bowl, foi um dos quatro atacantes da linha ofensiva de Dallas nomeados para o Pro Bowl, Ray Donaldson, Nate Newton e Mark Tuinei sendo os outros, depois de apenas um ano de experiência como titular. A equipe terminou em quinto lugar na liga no ataque total, enquanto Emmitt Smith ganhou um recorde de franquia de 1.773 jardas corridas, seu quarto título corridas da NFL em cinco anos. Smith também marcou um recorde da NFL de 25 touchdowns.

    Allen fez sua primeira estreia na NFL na guarda direita na abertura da temporada em Meadowlands contra o New York Giants em 4 de setembro, ajudando o time ofensivo de Dallas a registrar 459 jardas, incluindo 230 jardas corridas. No final da temporada regular, na estrada contra os Cardinals no dia de Natal, a linha ofensiva permitiu a Dallas registrar 474 jardas de ataque total para a maioria das jardas por um time dos Cowboys desde 15 de setembro de 1985. Em 28 de janeiro de 1996, Allen ganhou seu primeiro início no Super Bowl, bem como seu único anel do Super Bowl quando os Cowboys derrotaram o Pittsburgh Steelers por 27-17 no Super Bowl XXX.

    Em 1996, Allen ganhou uma segunda viagem consecutiva para o Pro Bowl, juntamente com o consenso All-Pro e All-NFC honras. A linha ofensiva do Dallas liderou a liga, permitindo apenas 19 sacks, um tímido do recorde da equipe estabelecido no ano anterior. Pela terceira temporada consecutiva atrás de Allen, Emmitt Smith correu por mais de 1.200 jardas ao passar por 100 jardas corridas quatro vezes, incluindo um recorde da temporada de 155 jardas e três touchdowns contra os Redskins em 28 de novembro.

    Em 1997, Allen, apesar de ter sido movido entre a guarda e o tackle durante a temporada, foi selecionado para seu terceiro Pro Bowl consecutivo na guarda e recebeu honras do All-Pro como primeiro time. Ele também passou parte do campo de treinamento trabalhando no tackle esquerdo e voltou à posição de guarda direita nos primeiros 13 jogos da temporada.

    Allen começou sua terceira temporada na guarda direita em Pittsburgh e ajudou Dallas a ganhar 380 jardas no total, incluindo 295 jardas de passe, sem permitir um sack. Ele deixou a vitória de 15 de setembro sobre o Philadelphia Eagles após sofrer uma distensão na coxa esquerda no segundo quarto e não voltou. Allen voltou à equipe titular após a semana de adeus, contra o Chicago Bears em 28 de setembro, mas foi forçado a deixar no segundo quarto sem força suficiente na perna esquerda para bloquear com eficácia.Ele estava mais uma vez de volta ao time titular na semana seguinte no Giants. Allen foi então forçado a deixar o tackle esquerdo após a derrota de Tuinei durante um jogo em Washington em 13 de outubro. Allen permaneceu no tackle esquerdo em situações de passes de terceira descida contra os Eagles e Redskins em 26 de outubro e 16 de novembro. Ele se tornou um O titular em tempo integral no tackle esquerdo contra a arrivista Carolina Panthers em 8 de dezembro, e permaneceu lá nas últimas três semanas da temporada.

    Em 1998, Allen foi escalado para começar na posição de tackle esquerdo desde o primeiro dia da temporada, depois de iniciar os três jogos finais de 1997 no tackle de esquerda. Em sua primeira temporada completa defendendo o lado cego de Troy Aikman, ele ganhou o consenso All-Pro e All-NFC honras. Allen se tornou apenas o terceiro jogador na história da liga a ser selecionado para o Pro Bowl em mais de uma posição de linha ofensiva quando seus colegas o votaram para o time NFC Pro Bowl em tackle. Ele ganhou reconhecimento como parte de uma linha ofensiva que permitiu apenas 19 sacks por 110 jardas em 493 jogadas de passe em uma temporada, o menor número na NFL. O bloqueio de Allen ajudou Emmitt Smith a registrar sete jogos de corrida de 100 jardas e 1.332 jardas na temporada.

    Ele estreou em sua nova posição na abertura da temporada contra o Arizona Cardinals e ajudou Dallas a ganhar 444 jardas totais (188 corridas), ambos os totais foram os mais altos da equipe desde 1996. Ele ajudou a liderar quando dois running backs ultrapassaram a marca de 100 jardas por apenas pela terceira vez na história da franquia em Washington em 4 de outubro, Smith terminando com 120 jardas e um touchdown, enquanto Chris Warren registrou 104 jardas e dois touchdowns. Em novembro, ele enfrentou quatro das principais pontas defensivas da NFC: Hugh Douglas, Chad Bratzke, Simeon Rice e John Randle. A seqüência de rebatidas de Allen começou na Filadélfia em 2 de novembro, quando ele limitou Douglas a um tackle e nenhum sacks. Na semana seguinte, contra os Giants e Bratzke, seu bloqueio ajudou Emmitt Smith a correr para 163 jardas em 29 carregadas, uma média de 5,6. A linha ofensiva de Dallas não permitiu sacks para a defesa do Giants, que liderou a NFL em sacks em 1998. No Arizona, Allen limitou Rice a um tackle e fez parte de uma linha ofensiva que também não permitiu sacks para a defesa do Cardinals. Ele liderou o caminho para as 118 jardas corridas de Smith e três touchdowns. O Seattle Seahawks teve a melhor defesa de sacking da AFC de 1998 (11 sacks para 22 jardas) e saiu com apenas um sack (em um fumble de Aikman), enquanto os Cowboys correram por 173 jardas. Ele também limitou Randle a um tackle e nenhum sack em 81 jogadas ofensivas contra o Minnesota Vikings em 26 de novembro. Ele também ajudou a estabelecer um novo recorde de franquia para tentativas de passe em um jogo sem um sack (57) e liderou o caminho enquanto Smith corria para três touchdowns para empatar o recorde da NFL de Marcus Allen de 123 touchdowns corridos na carreira. No final da temporada regular contra os Redskins em 27 de dezembro, Allen fez parte de uma linha ofensiva que viu Smith correr para mais dois touchdowns para quebrar o recorde de todos os tempos da NFL.

    Em 1999, apesar de ter começado em sua terceira posição na linha ofensiva em tantos anos e perdido cinco jogos devido a uma lesão, Allen foi selecionado para seu quinto Pro Bowl consecutivo enquanto ganhava honras de consenso All-Pro na guarda.

    Allen ganhou reconhecimento como parte de uma linha ofensiva que permitiu o segundo menor número de sacks (24) na liga, atrás de Indianápolis, que permitiu apenas 14, e um ou menos sacks em nove de 16 jogos. Ele ajudou a liderar o caminho enquanto os Cowboys ganharam 541 jardas no total, enquanto desistia de apenas um sack em 50 jogadas de passe em seu primeiro início de carreira na guarda esquerda em Washington em 12 de setembro. Ele ajudou a liderar o caminho quando Emmitt Smith se tornou apenas o terceiro jogador em os últimos 29 jogos correram para mais de 100 jardas contra o Atlanta Falcons em 20 de setembro, quando ele correu para 109 jardas. O bloqueio de Allen ajudou a linha ofensiva dos Cowboys a permitir apenas um sack em 40 jogadas de passe na Filadélfia em 10 de outubro. Ele não cedeu sacks para os Redskins em 32 jogadas de passe em 24 de outubro. Seu bloqueio ajudou Smith a correr para 140 jardas e dois touchdowns em no primeiro semestre, como o ataque de Dallas registrou 205 jardas corridas em Minnesota em 8 de novembro. Allen ajudou os Cowboys running backs a registrar 149 jardas antes de deixar o jogo no terceiro quarto com uma torção no ligamento colateral medial (MCL) em seu joelho direito contra os Packers em 14 de novembro. Ele perdeu seu primeiro jogo de carreira no Arizona em 21 de novembro, quebrando sequências de 97 jogos consecutivos e 90 partidas consecutivas. Ele perdeu os próximos quatro jogos com uma torção no joelho. Ele voltou ao time titular em New Orleans na véspera de Natal e ajudou a linha ofensiva do Cowboys a não desistir em 39 jogadas de passes, enquanto ajudava Smith a correr para seu oitavo jogo de 100 jardas da temporada. No final da temporada contra o Giants no dia de Ano Novo, ele ajudou a bloquear para Smith, que registrou seu nono jogo de 100 jardas da temporada. Allen também fez parte de uma linha ofensiva que não permitiu um sack em 33 jogadas de passe durante a partida. No NFC Wild Card Playoff Game em Minnesota em 9 de janeiro, ele abriu buracos para Smith correr por 99 jardas, incluindo um recorde de 65 jardas na pós-temporada em Dallas.

    Edição dos anos 2000

    Em 2000, Allen foi selecionado para seu sexto Pro Bowl consecutivo e ganhou consenso All-Pro e All-NFC honras. Ele fazia parte de uma unidade de linha ofensiva que permitiu apenas 35 sacks em 480 jogadas de passes na temporada. Seis vezes durante a temporada, os oponentes sofreram um sack-or-less.

    Apesar de sofrer uma fratura na mão direita nos treinos de 20 de junho, Allen voltou a jogar no final da pré-temporada e começou todos os 16 jogos. Seu bloqueio ajudou a limitar os Cardinals a um sack enquanto protegia Randall Cunningham quando ele completou 24 de 34 passes para 243 jardas e três touchdowns em 10 de setembro. Seu bloqueio contra o Arizona em 22 de outubro foi fundamental para o ataque, pois registrou um total de 347 jardas , incluindo 200 jardas corridas. Ele permitiu apenas um saco. Ele ajudou a limitar Warren Sapp a dois tackles para o jogo em Tampa Bay, em 3 de dezembro, enquanto toda a linha defensiva inicial de Tampa Bay estava limitada a seis tackles. Ele também fez parte de uma linha ofensiva que ajudou Smith a correr por 150 jardas e um touchdown contra os Redskins e a defesa do quarto lugar da NFL em 10 de dezembro. jardas na Filadélfia no Halloween de 1993.

    Em 2001, Allen foi nomeado All-Pro pela Associated Press pela sétima temporada consecutiva. Ele também foi nomeado titular do Pro Bowl na guarda. No entanto, ele não pôde comparecer ao jogo no Havaí devido a uma cirurgia no cotovelo que foi realizada após o término da temporada. Marcada pela sétima seleção consecutiva do Pro Bowl.

    Allen desempenhou um papel fundamental na terceira posição do Dallas na liga, correndo a 136,5 jardas por jogo. O total de corridas da temporada de 2.184 jardas foi o segundo melhor total de uma equipe do Cowboys nos últimos 20 anos (1995, 2.201). Ele ajudou a limitar o All-Pro DT Sapp a um tackle e nenhum sack na abertura da temporada contra os Buccaneers, também ajudando o ataque dos Cowboys por 99 jardas em 23 carregamentos, uma média de 4,3. Ele liderou o caminho para Emmitt Smith em seu primeiro jogo de corrida de 100 jardas da temporada, 107 jardas, e ofensa a 211 jardas corridas totais na vitória do Cowboys na noite de segunda-feira sobre os Redskins em 15 de outubro. ganhou 127 jardas corridas, bem como Michael Wiley ganhou 85 a caminho dos Cowboys ganhando 207 jardas corridas (6,3 méd.) em Atlanta em 11 de novembro. Ele desempenhou um papel fundamental na vitória do Dallas por 20-14 sobre os Redskins em 2 de dezembro, enquanto os Cowboys registravam seu terceiro jogo de corrida de mais de 200 jardas da temporada, com o time apressando a bola 44 vezes por 215 jardas, uma média de 4,9, incluindo 102 jardas de Smith.

    Acredita-se que 2002 foi a primeira vez que uma franquia da NFL teve cinco iniciantes afro-americanos em sua linha ofensiva, quando os Cowboys alinharam o centro estreante Andre Gurode, enfrentou Flozell Adams e Solomon Page, os guardas Allen e Kelvin Garmon. [11] Allen teve uma temporada desafiadora devido a lesões. Ele jogou durante a cirurgia fora da temporada e uma entorse de tornozelo incômoda no início da temporada que o limitou a cinco partidas na temporada entre a guarda esquerda e o tackle direito. Devido a sua cirurgia no manguito rotador fora da temporada em seu ombro esquerdo, ele foi limitado no campo de treinamento e jogou apenas nos dois jogos finais da pré-temporada. Ele foi escolhido como capitão ofensivo por seus companheiros, entrando na temporada regular.

    Allen torceu o tornozelo esquerdo no segundo tempo contra o Tennessee Titans em 15 de setembro. Ele tentou retornar no segundo tempo, mas durou apenas duas jogadas antes de retornar à linha lateral. Ele ficou inativo na Filadélfia em 22 de setembro, devido a uma lesão no tornozelo. Ele passou para a direita durante o treino na semana anterior ao jogo do St. Louis Rams em 29 de setembro, e abriu o jogo naquela posição antes de agravar novamente a torção no tornozelo esquerdo. Ele então deixou o jogo no primeiro quarto. Ele voltou ao time titular no tackle à direita contra o New York Giants em 6 de outubro, mas saiu durante a primeira investida após um agravamento no tornozelo esquerdo. Ele lutou contra as dores e entrou e saiu do jogo no segundo tempo na guarda esquerda de Kelvin Garmon, que sofreu uma lesão no quadril. Após a troca de Garmon pelos Chargers, Allen voltou à guarda esquerda contra os Panthers em 13 de outubro, mas deixou o jogo no segundo tempo com uma dor no tornozelo. Ele ficou inativo nos três jogos seguintes para curar a lesão. Ele voltou a treinar na semana contra os Colts em 17 de novembro, mas ficou inativo pela quarta partida seguida. Ele foi colocado na reserva para feridos em 21 de novembro e foi submetido a uma cirurgia bem-sucedida em 3 de dezembro, para remover esporões ósseos do tornozelo esquerdo.

    Em 2003, Allen voltou depois de perder a maior parte da temporada de 2002 com uma torção no tornozelo esquerdo que exigiu uma cirurgia fora de temporada para remover esporões ósseos. Ele voltou e começou todos os 16 jogos da temporada regular e o jogo do playoff no Carolina em 3 de janeiro. Apesar de perder partes de quatro jogos com lesões, ele voltou e foi homenageado por jogar com a oitava seleção do Pro Bowl na guarda.

    Ele começou a temporada distendendo o tendão da coxa durante os treinos, quatro dias antes do início da temporada. No entanto, ele ainda começou contra os Falcons, mas agravou seu tendão no segundo quarto e ficou de fora pelo resto da metade antes de voltar para o segundo tempo, já que o ataque registrou um total de 403 jardas. Ele jogou no New York Giants em 15 de setembro e ajudou a proteger Quincy Carter, permitindo que ele arremessasse 321 jardas e levasse o Dallas a uma vitória na prorrogação. Ele sofreu uma torção no joelho esquerdo no segundo quarto contra os Cardinals em 5 de outubro, mas voltou no segundo tempo para ajudar o Dallas a atingir 365 jardas de ataque. Apesar de jogar esporadicamente contra o Washington em 2 de novembro, devido a uma torção no joelho esquerdo sofrido no primeiro quarto, ele ajudou o Cowboys a registrar 400 jardas de ataque total, incluindo 208 jardas corridas. Allen também ajudou a segurar DT Kris Jenkins a zero sacks, enquanto a linha de Dallas permitia apenas um sack por zero jardas em 45 jogadas de passe contra os Panthers em 23 de novembro. Ele também ajudou a abrir caminho para Troy Hambrick correr 189 jardas contra os Redskins em 14 de dezembro.

    Em 2004, Allen começou todos os 16 jogos pela oitava vez em 11 temporadas da NFL e, pela nona vez, ele foi uma seleção do NFC Pro Bowl na guarda.

    Na abertura da temporada em Minnesota, o bloqueio de Allen ajudou a ofensiva dos Cowboys a registrar 423 jardas de ataque total. Na vitória de abertura em casa sobre o Cleveland Browns em 19 de setembro, o Cowboys registrou um total de 441 jardas, o recorde da temporada, e Vinny Testaverde passou para 322 jardas com apenas um sack em 36 passes. Os Cowboys também correram por 126 jardas. Ele ajudou o Cowboys a registrar 166 jardas corridas para o jogo contra o Giants em 10 de outubro. No Dia de Ação de Graças, em uma vitória sobre o Chicago, ele fez parte de uma linha que abriu caminho para Julius Jones correr 150 jardas. Em uma vitória na noite de segunda-feira em Seattle em 6 de dezembro, o bloqueio da linha ofensiva do Cowboys abriu buracos para Jones correr por 198 jardas, o terceiro melhor jogo de corrida da história da franquia e o segundo melhor de um novato do Cowboys. Na derrota final da temporada para o Giants, a linha ofensiva do Cowboys encerrou a temporada abrindo buracos para Jones para acertar a bola 29 vezes para 149 jardas, uma média de 5,1 e um touchdown.

    Em 2005, Allen foi selecionado para seu 10º Pro Bowl. Ele jogou todos os snap ofensivos para o Cowboys em 2005, começando todos os 16 jogos na guarda esquerda.

    Ele começou sua 11ª temporada como titular em tempo integral e sua sétima abertura consecutiva na guarda esquerda em San Diego em 11 de setembro. Ele ajudou o Cowboys a registrar 28 pontos e 301 jardas de ataque total. Ele começou contra os Eagles em 9 de outubro e ajudou o ataque dos Cowboys a atingir o recorde da temporada de 456 jardas de ataque total. Seu bloqueio ajudou a proteger Drew Bledsoe e permitiu que ele completasse 26 de 37 passes de 312 jardas contra o Giants em 16 de outubro. Allen ajudou o running backs do Cowboys a registrar 164 jardas com média de 4,2 jardas por carregamento em Seattle em 23 de outubro. ajudou a liderar enquanto Marion Barber III corria para 127 jardas e dois touchdowns em 27 carregadas contra os Cardinals em 30 de outubro. Ele fazia parte de uma linha ofensiva que deu a Bledsoe tempo para lançar para 332 jardas e três touchdowns, enquanto os running backs registraram 129 jardas e um touchdown contra o Kansas City Chiefs em 11 de dezembro, as 445 jardas de ataque total foram a segunda melhor da temporada. Seu bloqueio de corrida permitiu que Julius Jones corresse por 194 jardas, o quarto melhor desempenho da história da franquia na Carolina na véspera de Natal. O ataque dos Cowboys registrou 22 primeiras descidas, 394 jardas no total, incluindo uma alta na temporada de 214 corridas e 24 pontos na vitória por trás. Durante o fim de semana do Pro Bowl em Honolulu, Havaí, ele ganhou o "Strongest Man Award" da ESPN durante o fim de semana do Pro Bowl em 2006, fazendo supino em 43 repetições com 225 libras.

    Em 21 de março de 2006, Allen foi libertado pelo Dallas Cowboys, depois de passar suas primeiras 12 temporadas com a organização de 1994-2005.

    San Francisco 49ers Editar

    Em 2006, três dias depois de ser libertado pelo Dallas Cowboys, Allen foi contratado pelo San Francisco 49ers como um agente livre irrestrito. Junto com a mudança de time, ele também mudou os números, do único número que ele usava em sua carreira profissional, 73, para o número 71. Na temporada, ele jogou e começou em 11 jogos e ficou inativo por cinco com torção no ligamento colateral medial ( MCL). Ele foi votado para sua 11ª carreira no Pro Bowl após bloquear o recorde da franquia de RB Frank Gore, 1.695 jardas corridas na temporada.

    Allen começou na guarda esquerda, mas deixou o jogo devido a uma torção no ligamento colateral medial sofrido no primeiro quarto no Arizona em 10 de setembro, e foi substituído por Tony Wragge. Ele ficou inativo pelas cinco semanas seguintes devido à torção do MCL. Ele voltou ao time titular em Chicago em 29 de outubro. Toda a linha ofensiva recebeu bolas de jogo do técnico Mike Nolan, em parte por seu trabalho de bloqueio para o running back, que correu para 198 jardas contra o Lions em 12 de novembro. começou na guarda esquerda contra os Seahawks em 19 de novembro, e jogou com uma linha ofensiva que bloqueou o recorde da franquia de jogo único de Gore de 212 jardas corridas. O 49ers acumulou um total de 262 jardas corridas no jogo, o oitavo maior na história da franquia. A última vez que correram para tantas jardas foi contra o Detroit em 14 de dezembro de 1998, quando correram para o recorde da franquia de 328 jardas. Gore, que recebeu uma bola de jogo de Nolan, por sua vez deu bolas de jogo para toda a linha ofensiva. Allen começou na guarda esquerda em Seattle no dia 14 de dezembro. Em uma das melhores performances da linha ofensiva da temporada, o QB Alex Smith não foi demitido nenhuma vez e o 49ers correu por 228 jardas, 144 das quais foram de Gore. Allen foi nomeado guarda reserva da NFC no Pro Bowl durante a semana do jogo para marcar sua 11ª seleção no Pro Bowl. Ele começou em Denver na véspera de Ano Novo e bloqueou para Frank Gore quebrar o recorde de corrida de uma temporada da franquia 49ers e o recorde de jardas combinadas da franquia (2.180). Durante o fim de semana do Pro Bowl, ele defendeu com sucesso seu título "Strongest Man Award" da ESPN no Pro Bowl de 2007.

    Em 2007, Allen começou todos os 16 jogos na guarda esquerda. Ele também foi votado como um suplente para o Pro Bowl.

    Edição de aposentadoria

    Em 29 de agosto de 2008, o Dallas Cowboys assinou um contrato de um dia com Allen para que ele pudesse se aposentar como Cowboy. [12] [13] No dia seguinte, os Cowboys o colocaram na lista de aposentados. [14]

    Resumo da carreira Editar

    Allen foi escolhido como um membro da equipe All-Decade da NFL para os anos 1990 e 2000. Além disso, ele foi amplamente reconhecido como um dos melhores atacantes da NFL de todos os tempos e um dos homens mais poderosos para jogar. Em suas 14 temporadas na National Football League, ele foi nomeado para o Pro Bowl 11 vezes, incluindo a última como um 49er em 2006. Ele também foi nomeado All-Pro sete vezes, seis vezes na guarda (1995-1997, 1999- 2001) e uma vez no tackle (1998). Com sua seleção no Pro Bowl no tackle em 1998, ele se tornou apenas o terceiro jogador na história da liga a ser selecionado para o Pro Bowl em mais de uma posição de linha ofensiva durante sua carreira, juntando-se a Bruce Matthews do Houston Oilers / Tennessee Titans (guarda / centro) e Chris Hinton do Atlanta Falcons / Indianapolis Colts / Minnesota Vikings (guarda / tackle). Ele jogou todas as posições, exceto uma, ao longo da linha ofensiva em suas 11 temporadas em Dallas, movendo-se entre o tackle direito (1994), guarda direito (1995-1997), tackle esquerdo (1997-1998) e guarda esquerdo (1999-2003).

    Durante o show do intervalo do jogo Cowboys-Seahawks, 6 de novembro de 2011, Allen, Drew Pearson e Charles Haley foram introduzidos no prestigioso Dallas Cowboys Ring of Honor.

    Em 2 de fevereiro de 2013, Allen foi eleito para o Hall da Fama do Futebol Profissional. [5]

    Allen mora em Danville, Califórnia. [15] Seu filho, Larry Allen Jr., jogou guarda no time de futebol americano Harvard Crimson. [16] Ele foi posteriormente contratado pelo Dallas Cowboys em 2019 como um jogador não elaborado. Seu sobrinho é Dakarai Allen, jogador profissional de basquete da Liga G da NBA. [17]


    Sonoma State University - História

    Mike Henry- O maior cossaco de todos os tempos

    Qualquer pessoa na SSU em meados dos anos 80 se lembra de Mike Henry. Cara legal e jogador de futebol incrível! Ele seguiu para uma carreira profissional. Em suas palavras: & quot Assinei com o Calgary Stampeders na primavera de 1988 e prontamente rasguei meu ACL esquerdo no campo de treinamento. Fiquei com o time a temporada inteira aprendendo um pouco sobre o futebol. Fui convidado a voltar para o campo de treinamento no ano seguinte, mas fui liberado pouco antes do primeiro jogo da temporada regular. Na primavera de 1990, assinei com o B.C. Leões, ganhando a posição inicial como o & quotrush final & quot do time. Infelizmente, Mark Gastineau estava no mesmo time e embora ele não tenha jogado para baixo na pré-temporada (eu liderei o time em sacos na pré-temporada e foi eleito jogador do jogo em nosso primeiro jogo da pré-temporada), ele começou o primeiro jogo do ano contra o Calgary (meu antigo time). Comecei os próximos 8 jogos, liderando nosso time virtualmente infeliz com 5 sacos. Na época da minha liberação, eu era o único novato titular em minha posição em qualquer uma das oito equipes CFL. Romper a escalação inicial é difícil se tornar um veterano em qualquer liga é ainda mais difícil.Na primavera de 1991, comecei minha carreira de professor e treinador. Tenho ensinado desde então. & Quot

    Durante sua carreira, ele foi o homem mais forte da NFL, de acordo com uma pesquisa da Sports Illustrated com jogadores da NFL.

    # 73 está agora no hall da fama da NFL!

    1º de outubro de 2002- De MSNBC- Freddie Bradley, 32, ex-astro do futebol na Hueneme High School e Moorpark College que jogou brevemente no San Diego Chargers, foi preso pela polícia de Oxnard sob suspeita de vender cocaína-rocha. Também foi presa Edith Bradley, 30, sua esposa. Ela foi presa sob suspeita de porte de cocaína com a intenção de distribuí-la, disse o detetive Mike Young. Os Bradleys são residentes de Oxnard. A polícia disse que entregou ao casal um mandado de busca por narcóticos no bloco 800 de Janetwood Drive na quinta-feira. Além da cocaína-rocha, que estava embalada para venda, várias armas e uma quantia não revelada foram descobertas, disse Young. Enquanto estava no Moorpark College em 1990, Bradley, um running back, quebrou O.J. Recorde nacional da faculdade júnior de Simpson para corridas multifacetadas, pontuação e touchdowns. Depois de Moorpark, ele retornou ao seu estado natal, Arkansas, e jogou uma temporada pelo University of Arkansas Razorbacks, durante a qual foi atormentado por ferimentos e correu por 197 jardas. Bradley foi transferido para o estado de Sonoma quando a Universidade de Arkansas revogou sua bolsa depois que ele e um colega de equipe foram presos e acusados ​​de estuprar uma garota de 13 anos. Depois de um julgamento de dois dias em janeiro de 1993, os jogadores foram inocentados das acusações. Dois anos depois, ele era um destaque em um time do Sonoma State que venceu apenas um dos nove jogos. Ele acumulou 726 jardas, ganhando 4,7 jardas por carregamento. Sua conquista chamou a atenção dos olheiros da NFL. Em 1996, ele começou uma curta carreira no San Diego Chargers, onde jogou por uma temporada. Os Bradley foram presos na Cadeia do Condado de Ventura com fiança fixada em US $ 50.000. Eles estavam programados para comparecer ao tribunal na segunda-feira para acusação.

    Andrew Moore, atacante ofensivo

    Saiu da SSU em 1995, eu acho. Jogou na Liga Mundial (NFL Europe) com o Frankfurt Galaxy e o Scottish Claymores. Também esteve no acampamento de Jacksonville em '95. Também jogou no CFL e Arena Leauge. Também no 49ers Camp 2003.

    ATUALIZAÇÃO- Recebido e-mail 30/06/4. & quotVi sua página de futebol do estado de Sonoma e gostaria de passar adiante que Andrew Moore é o titular direito do Calgary Stampeders no CFL agora. & Quot

    Informações do site do Sanber Cats: Entra em sua 12ª temporada na AFL e sétima com San Jose & # 133League's sacks leader com 54.0 & # 133The primeiro jogador a postar 5.0 ou mais sacks em seis temporadas diferentes & # 133Tem 3.0 ou mais sacks em 10 temporadas consecutivas & # 133 Foi classificado como Lineman do Ano da AFL em 2000 & # 133É um dos melhores lineman na história da AFL & # 133Nomeado como lineman do All-AFL em 2000, 1996 e 1995 & # 133A escolha do All-AFL do segundo time em 2003 e 1998 & # 133Tem 2,0 ou mais sacks em 13 jogos da carreira & # 133San Jose líder da carreira em sacks com 33,5 e fumbles forçados com 14 & # 133SaberCats líder da carreira em jogos da pós-temporada disputados (10) & # 133Named San Jose's Top Lineman em 1999 e 2000. Link para o Saber Cats aqui. Link para o artigo do Press Democrat aqui.

    Daryl Fortenberry - Liga Arena - vários times - início de 1990 - O cossaco mais empolgante de todos os tempos

    Qualquer um que esteve presente no jogo na UC Davis em 1992 sabe como esse cara era incrível. Um QB móvel com um grande braço que era pura emoção de assistir. No jogo no UCD, Daryl liderou várias reviravoltas e arremessou para mais de 350 jardas. e tudo em uma perna ruim. Ele faria uma cirurgia algumas semanas depois. Durante o jogo, sua vontade impulsionou os cossacos para cima e para baixo no campo. Infelizmente, no final, os Aggies foram a última equipe com a bola e, portanto, a vencedora. No entanto, qualquer pessoa que assistiu Daryl sabia que estava assistindo uma pessoa especial jogar futebol. Em suas palavras, Daryl o descreve assim: & quot Eu me lembro bem. Faltavam aproximadamente 10 minutos para o 3º trimestre quando entrei em campo. Estávamos perdendo por 28-14. Continuei jogando o resultado do quarto na minha cabeça, duas pontuações rápidas e estamos de volta nisso. UC Davis então chuta um field goal se eu estiver correto, agora é 31-14. Finalmente, entro em campo e estou confuso. Eu rapidamente fui para uma ofensiva sem agrupamento e o treinador Walsh e o treinador Bob Cole (coordenador ofensivo) estavam pirando. Eu podia ouvi-los fracamente me dizendo para ir mais devagar, mas eu estava confuso. Eu não conseguia controlar. Passamos de nossa linha de 20 para UC Davis 35 jardas em 40 segundos antes de eu sair dela. Então, eles conseguiram chamar minha atenção. É engraçado que eles nunca tenham me mencionado nada sobre isso. A maioria dos jogadores teria recebido uma bronca, mas eu não. Acho que é por isso que foram ótimos treinadores. Eles nunca atacaram os jogadores. Eles sempre treinaram e nos deixaram sentir o jogo, no meu caso a zona em que eu estava. De qualquer forma, eu passei a jogar 2 TD's, pouco mais de 250 jardas passando em um quarto e meio. É engraçado agora que penso nisso. Lembro-me de olhar nos olhos de todos no amontoado: Larry Allen, Charles Guy, Tony Lulumanga. e era como se eles estivessem animados e acreditassem que nada poderia nos impedir quando eu entrasse no jogo. Como fã, tenho certeza de que você se sente da mesma maneira. (Para não parecer arrogante) Agora que sou mais velho, posso ver essas visões um pouco mais claramente e expressá-las em palavras, naquela época era apenas por amor ao jogo. & Quot

    Daryl fez curtas estadias com os Birmingham Barracudas (CFL), Memphis Pharoahs (AFL) em 94, San Jose Sabercats em 95 e os falcões da cidade de Nova York em 95.

    Ted Popson

    (Transferido do SSU para o estado de Portland) Graduado PSU 1990

    Elaborado pelos NY Giants na 11ª rodada de 1990

    Jogou pelo 49ers e Chiefs

    Henry Milton

    Assistente de defesa San Diego Rip Tide - Arena de Futebol

    Milton traz sete anos de experiência em futebol de salão para a Riptide. Jogou seis temporadas na Arena Football League com Cleveland (1994), Arizona (1995-96), San Jose (1997, 99) e Milwaukee (1998). Ele estabeleceu um recorde na Arena com um retorno de fumble de 49 jardas para um TD em 1996. Em 2000, ele jogou com o Fargo Freeze como jogador / treinador na Liga de Futebol de Salão. Em 1992, ele jogou pela Liga Mundial & # 146s Sacramento Attack.

    Enquanto estava em Sonoma State, Milton foi a primeira equipe do All-Northern California em suas temporadas de juniores e temporadas no wide receiver. Ele passou a temporada fora da Arena como Coordenador de Defesa com Edison High (Fresno, CA) e Madera High (Madera, CA).

    Edward Beaulac, campo de treinamento Houston Oilers 1990

    Sam Hernandez é agora o veterano mais experiente da história do futebol de arena. Nada mal para um cara que só conseguiu bancar 150 quando estava em Sonoma State. é o que diz Ed! Ed jogou com Sam e outros durante as temporadas 89-90. Foi o placekicker na época, bateu alguns recordes, assinou com o Houston Oilers e prontamente quebrou seu quadríceps. O que é um ótimo campo de treinamento. Ele voltou para o estado de Sonoma, concentrou-se nos estudos, formou-se, não foi para a faculdade de direito e agora tem seu próprio consultório no sul da Califórnia. Ele diz que suas melhores lembranças sempre serão de seu tempo como cossaco.

    Dennis Hochman, New York Jets Kicker 1989 ou mais

    Ele jogou alguns jogos de greve?

    Leroy Campbell- LA Express 1985

    Rich Mendoza - acampamento de Ram 1988 ou assim. Não tenho certeza se ele jogou em um jogo.

    Recebi a dica Rich Mendoza de Harry Konstantinopoulos, o chutador de 1987-1988. Na troca de e-mails, a história de seu lendário chute veio à tona. A cena foi em 1988 na UCSB. Não havia tempo no relógio e Harry K. configurou para um 52 jardas. e acertou em cheio! Boa vitória dos cossacos!

    Mike Williams - Sabercats 1995 e 1996

    Carl Peterson, ex-presidente Kansas City Chiefs

    O técnico da linha cossaca em 1969 e o técnico principal em 1970, depois que a administração decidiu dispensar o técnico após um primeiro ano de sucesso!

    Gary Patterson, treinador principal TCU

    O ex-coordenador defensivo cossaco (1989-1991) é o técnico do TCU. Ele será contratado por uma escola GRANDE após a corrida pelo TCU?

    Tim Walsh, treinador principal da Cal Poly SLO

    Antes de SLO. Walsh foi contratado pela Portland State em 1993 depois de erguer o Sonoma State do porão para o campeonato da California Collegiate Athletic Association. Uma vitória sobre o Portland State na temporada anterior ajudou a solidificar seu currículo, mas foi a personalidade de Walsh e o respeito por todo o campus que provaram ser os principais fatores. Sem uma temporada de vitórias em sete anos, Walsh levou Sonoma State a um recorde de 27-14 em quatro anos. Em 1991, Sonoma State foi 9-2, terminando UC Davis & # 146 20 anos de reinado como campeão da Conferência Atlética do Norte da Califórnia. Em 1992, o Sonoma State terminou com 7-3, um recorde que incluiu uma vitória por 37-27 sobre o Portland State. Essa equipe terminou em oitavo lugar em passes NCAA II, sexto em eficiência de passes e 22º em pontuação. Em 1990 e 1991, os cossacos lideraram a nação na defesa apressada. O Sonoma State foi o primeiro em defesa total em 1990 e o terceiro em 1991. A equipe & # 14691 também foi a 13ª em passe de ataque. Em suas duas últimas temporadas no estado de Sonoma, os cossacos estabeleceram 63 recordes ofensivos individuais e de equipes, incluindo jardas de passe, ataque total e pontos. Walsh foi coordenador defensivo no Santa Clara por um ano e coordenador ofensivo por dois anos na Sonoma State antes de ser promovido a técnico principal.

    Dan Hawkins, treinador principal do Colorado

    1992 Treinador de defesa cossaco, foi o treinador principal do Boise State U e agora está no comando da Universidade do Colorado.

    Marty Fine, treinador-chefe do Bryant College

    Ele foi treinador principal da SSU no final dos anos 80.

    Jesse Williams, técnico da linha defensiva do estado do Novo México

    No site da New Mexico State Aggies:

    Um veterano do jogo universitário, Jesse Williams começa seu primeiro ano com os Aggies como o técnico de linha defensiva da equipe # 146.

    Antes de mudar para Las Cruces, Williams passou um ano no Nebraska Kearney como seu treinador de linha defensiva. Williams ajuda a guiar a defesa UNK para 38 sacks na temporada, enquanto mantém os oponentes em 292 jardas de ataque total por jogo.

    Assistente universitário nos últimos 20 anos, sempre no lado defensivo da bola, Williams também atuou como treinador de times especiais em várias ocasiões.

    Antes do UNK, o graduado do Sonoma State (Califórnia) era defensivo e finalizava o técnico no Colorado State.

    Sob a direção do técnico Sonny Lubick, Williams ajudou o Rams a se tornar uma das melhores equipes da Mountain West Conference durante sua gestão (1999-07) em Fort Collins. Williams treinou vários destaques enquanto estava na CSU, incluindo as pontas Clark Haggans (agora com o Arizona Cardinals), Andre Sommersell (escolha do draft de 1994 da NFL) e Peter Hogan (candidato ao Troféu Outland).

    Antes da CSU, Williams trabalhou no San Jose State, Eastern Washington (1995-96), Holy Cross, Mass. (1996-98) e Portland State (1992-95) e Sonoma (1988-92).

    Williams tem experiência de recrutamento na Flórida, Califórnia e Texas, além de Chicago, Nova Orleans e Detroit.

    Williams e sua esposa, Felicia, têm três filhos, Jessien, Trae e A.J.

    andador em Jesse Williams & # 150 & # 147 Ele é um excelente treinador e teve excelentes experiências com treinadores de primeira linha. A NM State tem sorte de tê-lo e ele fará um ótimo trabalho com nossa linha defensiva. & # 148

    A primeira equipe da SSU foi em 1969. Lloyd Helgeson era o técnico principal. Carl Peterson era o treinador de linha. A equipe jogou um cronograma JV e foi 5-3.

    Capa do programa do primeiro jogo

    Eu estava neste jogo abaixo. você estava? Lembra quando eles tentaram derrubar as traves do gol?

    Em 1991, o time de futebol da Universidade Estadual de Sonoma realizou algo que nenhuma outra escola foi capaz de fazer em 20 anos. Os cossacos derrotaram UC Davis e assim conquistaram o título NCAC quebrando a seqüência de recordes Aggies NCAA de 20 campeonatos consecutivos de conferência. Liderados por uma linha defensiva feroz com Sam Hernandez e Corey Cheney-Rice, bem como uma equipe de linebacker liderada por Greg Franklin e Ray Mosones, os cossacos alcançaram uma marca perfeita de 5-0 no jogo do NCAC. O recorde invicto da conferência incluiu a vitória de 23-12 sobre Davis, no final da temporada, que foi jogada para mais de 4.000 fãs, a maior multidão a testemunhar um jogo no Sonoma State.


    Assista o vídeo: Dlaczego nasze uniwersytety są na końcu rankingów?