Carro do motor da pistola M18 76 mm 'Hellcat'

Carro do motor da pistola M18 76 mm 'Hellcat'

Carro do motor da pistola M18 76 mm 'Hellcat'

Desenvolvimento
Descrição
Variantes
Combate
Estatísticas

O M18 76mm Gun Motor Carriage 'Hellcat' foi o caça-tanques americano de maior sucesso na Segunda Guerra Mundial, usando sua mobilidade para compensar sua fina blindagem e respondendo por um grande número de tanques alemães durante os combates em 1944-45.

Desenvolvimento

O M18 passou por um longo processo de desenvolvimento, com várias mudanças de design para conter as mudanças no campo de batalha. Ele começou como o T42 37mm Gun Motor Carriage, um projeto da General Motors para um veículo com um perfil mais baixo do que o M10 GMC baseado em tanque Sherman. O trabalho no T42 começou em resposta ao memorando do Estado-Maior Geral de 2 de dezembro de 1941, que exigia um veículo com suspensão Christie, com 37 mm mm. Era para ser movido por um motor Wright Continental.

Em 1 de abril de 1942, o exército decidiu mudar do canhão de 37 mm para o canhão de 57 mm. O T42 tornou-se o T49 57mm Gun Motor Carriage. Em 18 de abril de 1942, dois veículos-piloto foram encomendados. Um foi completado com o canhão de 57 mm, mas as Forças Terrestres do Exército decidiram não usar os canhões de 37 mm e 57 mm em futuros destruidores de tanques.

Em julho de 1942, o general Bruce, comandante do centro de destróieres de tanques, perguntou à General Motors se eles poderiam produzir uma versão melhorada do T49. Eles responderam com o T67, que estava armado com um canhão M3 de 75 mm (usado no tanque Sherman), tinha suspensão Christie e era movido por dois motores Buick. O segundo piloto T49 foi concluído como o único T67 e passou por testes no Aberdeen Proving Ground no final de 1942.

A versão final de desenvolvimento foi o T70 76mm Gun Motor Carriage. O Tank Destroyer Command pediu que o canhão de 75 mm do T67 fosse substituído pelo novo canhão M1 de 76 mm. Ele foi desenvolvido na tentativa de produzir uma versão mais leve do canhão antitanque 3in padrão, adequado para uso em tanques médios. Foi usado no Hellcat e em versões posteriores do M4 Sherman. A nova arma era carregada em uma torre aberta, sem cesta de torre.

A arma de 3 polegadas pesava 1.990 libras e tinha um comprimento total de 158,1 polegadas. O novo M1 de 76 mm pesava apenas 1.141 libras, apesar de ser um pouco mais longo, com 163,75 pol. Os dois canhões usavam munição semelhante, com os mesmos projéteis, mas cartuchos de pólvora diferentes. Uma munição APC M62 completa para a arma de 3 polegadas pesava 27,24 libras; a rodada equivalente para a arma de 76 mm foi de apenas 20,77 libras. Apesar dos cartuchos mais leves, as duas armas tinham a mesma velocidade de cano e penetração da armadura.

Projetos anteriores da série usavam suspensão Christie, mas o T70 usava suspensão com barra de torção. Era movido por um motor Wright Continental R975-C1, com a roda motriz na frente (os protótipos anteriores tinham a roda motriz na parte traseira).

Seis modelos piloto foram encomendados à General Motors em janeiro de 1943, embora neste estágio o exército estivesse confiante no projeto básico, e fez um pedido de produção de 1.000 T70s, armados com o canhão M1A2 de 76 mm, em 7 de janeiro de 1943.

Os seis veículos-piloto foram entregues em julho de 1943. Os testes com os pilotos sugeriram que algumas mudanças eram necessárias, incluindo uma frente do casco simplificada e uma torre modificada com uma agitação que agia como contrapeso e fornecia armazenamento.

A produção total da Buick começou em agosto de 1943, quando 83 veículos foram entregues. O departamento de publicidade da Buick deu ao veículo o nome de 'Hellcat', que era amplamente conhecido, mas não oficialmente, por esse nome. O T70 foi finalmente padronizado como o M18 76 mm Gun Motor Carriage em fevereiro de 1944, quando 1.056 já haviam sido concluídos e o pico de produção já havia passado, com 267 sendo concluídos em novembro de 1943 e 250 em janeiro de 1944. Um total de 2.507 M18s (incluindo os 6 pilotos) foram construídos e a produção terminou em outubro de 1944.

A produção então mudou para o Veículo Utilitário Blindado T41 / M39, que usava o mesmo chassi, mas com a torre removida. 640 (ou 700) desses veículos foram produzidos entre outubro de 1944 e março de 1945 e foram usados ​​como motor principal e como veículo de reconhecimento. 640 desses veículos foram produzidos a partir de alguns dos primeiros 685 Hellcats, que tiveram que ser devolvidos à fábrica para que as engrenagens fossem modificadas.

Havia alguma preocupação de que o M18 fosse confundido com um veículo alemão por causa da suspensão com barra de torção, que era rara em veículos americanos, mas usada em vários tanques alemães. Em uma tentativa de evitar isso, o novo veículo foi levado em um tour pelas unidades americanas, e muitas vezes tinha marcações nacionais de grandes dimensões.

Descrição

O M18 tinha cinco rodas de estrada em cada lado, com quatro rodas de retorno. Ele tinha uma roda-guia elevada na parte traseira e uma roda dentada na frente. A pista tinha 14,38 polegadas de largura. Nos primeiros veículos, tanto a roda-guia como a roda motriz podiam ser ajustadas para alterar a tensão da esteira, mas posteriormente apenas a roda motriz poderia ser ajustada.

A torre era redonda, com laterais inclinadas e uma agitação na parte traseira que funcionava como contrapeso e fornecia espaço de armazenamento. A torre era aberta no topo, com um anel de montagem para uma metralhadora antiaérea na parte traseira esquerda.

A superestrutura tinha um topo nivelado, com uma área elevada atrás da torre (sobre o motor). Os lados eram ligeiramente inclinados. O nariz era dividido em duas partes, com a parte inferior (nivelada com os trilhos) inclinada em 45 graus e a parte superior mais acentuadamente inclinada para trás, embora ainda houvesse uma grande área de convés plano em frente à torre.

O M18 estava armado com várias versões diferentes da arma de 76 mm. O M1A1 era o modelo básico sem freio de boca. O M1A1C e o M1A2 podem ter um freio de boca. O M1A1C tinha rifle para a direita com uma volta completa em comprimentos de 40 calibres, o M1A2 foi estriado com uma volta completa em 32 calibres. A arma pode disparar projéteis perfurantes, de alto explosivo, iluminadores e de fumaça. Na função de destruidor de tanques, normalmente carregava projéteis de 75% AP e 25% de HE, mas o veículo era frequentemente usado no papel de suporte de fogo com projéteis extras fornecidos.

A doutrina do caça-tanques significava que o M18 tinha algumas falhas de projeto. A ideia era que os destróieres de tanques seriam usados ​​para atacar e derrotar qualquer avanço blindado alemão, e assim estariam operando atrás das linhas aliadas e bem longe da infantaria alemã. Quando o M18 entrou em combate, logo ficou claro que isso raramente ou nunca seria o caso. Em 1944, os alemães não estavam fazendo muitos ataques blindados em massa, e quando faziam ataques em menor escala, seus tanques eram quase sempre apoiados pela infantaria. Isso significava que o topo aberto da torre tornava a tripulação do M18 vulnerável a granadas e disparos de armas pequenas. Um segundo problema era que a única metralhadora carregada pelo M18 era a arma antiaérea no teto da torre. Qualquer um que operasse essa metralhadora ficava totalmente exposto ao fogo de armas pequenas do inimigo.

A maior força do M18 era sua velocidade, que era o dobro dos caça-tanques M10 ou M36 e significativamente acima do M24 Chaffee Light Tank. Isso significava que o M18 era capaz de usar táticas de 'bater e correr' para infligir danos pesados ​​em veículos blindados alemães significativamente mais poderosos, sem sofrer perdas excessivamente pesadas.

Variantes

O T86 e o ​​T86E1 foram desenvolvidos em 1944 em uma tentativa de produzir uma versão anfíbia do M18. Um novo casco anfíbio com uma proa plana foi desenvolvido. O T86 e o ​​T86E1 foram testados na primavera de 1944 e o trabalho mudou para o T87.

O T87 veio depois do T86. Ele tinha um casco modificado e carregava um obus de 105 mm em uma torre aberta. Estava pronto para testes em dezembro de 1944, mas o projeto foi cancelado no final da guerra.

O T88 foi uma conversão mais direta que montou um obus de 105 mm em um M18 terrestre padrão. Duas torres diferentes foram desenvolvidas, mas o projeto foi cancelado no final da guerra.

'Super Hellcat'

Um M18 foi modificado em junho de 1945, dando-lhe a torre do M36 90mm Gun Motor Carriage. Trilhos mais largos de 21 polegadas foram instalados para lidar com o peso extra da arma de 90 mm e seus projéteis e os espaços de armazenamento internos foram modificados para dar espaço para os projéteis maiores. O 'Super Hellcat' foi um sucesso técnico, mas foi cancelado no final da Segunda Guerra Mundial.

Combate

O Hellcat fez sua estreia em combate como o T70 em maio de 1944, quando dois dos veículos-piloto participaram dos pousos de Anzio. Eles tiveram um bom desempenho nesta batalha inicial e foram vistos como uma grande melhoria no M10.

Os M18s de produção começaram a chegar à Itália em setembro de 1944, atingindo o 805º Batalhão de Destruidores de Tanques no mesmo mês. Eles permaneceram em uso na Itália até o fim da guerra, participando das batalhas finais no vale do Pó na primavera de 1945.

Europa Ocidental

O M18 começou a aparecer em números significativos após o Dia D. Um total de 689 estavam no campo em 15 de agosto de 1944, e seu primeiro grande teste aconteceu durante o cerco de Brest. O ambiente urbano não era adequado para o M18, que dependia de sua mobilidade para proteção, mas desempenhou um papel útil na batalha, que durou até 19 de setembro.

Os 603º e 704º Batalhões de Destroyers de Tanques começaram a usar o M18 em combate no final de julho, participando da Operação Cobra, a fuga da Normandia.

Um número significativo de M18s esteve envolvido em uma das poucas batalhas de tanques realmente consideráveis ​​da campanha francesa, um confronto entre tanques americanos e alemães em Arracourt em 19 de setembro de 1944. O M18 agora começava a demonstrar seus pontos fortes, usando sua mobilidade e velocidade para aproveite o terreno ao redor de Arracourt. Os batalhões M18 se envolveram em uma batalha de curta distância com uma força de Panteras e Panzer IVs, e infligiram pesadas baixas aos alemães.

Os 602º, 609º e 705º Batalhões de Destroyers de Tanques entraram em combate com o M18 em outubro de 1944. O 811º seguiu em novembro, o 638º e 817º em dezembro, o 643º em janeiro de 1945, o 656º, 661º e o 809º em fevereiro de 1945

O 827º Batalhão de Destruidores de Tanques (mestiços) foi convertido de armas AT rebocadas para o M18 em julho de 1944. Foi implantado em novembro e lutou na Alsácia, mas foi retirado em fevereiro de 1945.

O M18 entrou em ação durante a Batalha do Bulge. Esta foi a única grande ofensiva panzer alemã da campanha no noroeste da Europa e, portanto, a única vez em que os caça-tanques foram usados ​​em seu papel original. Mesmo assim, eles raramente eram capazes de agir em grande número contra grandes grupos de tanques alemães, mas em vez disso eram usados ​​em posições defensivas individuais. Um exemplo foi o 705º Batalhão de Destruidores de Tanques, que ficou preso dentro de Bastogne. O M18 teve um desempenho aceitável durante esta batalha, mas o canhão de 76 mm não era potente o suficiente e a falta de proteção de armadura ainda causava um problema. O M36 90 mm GMC foi considerado mais bem-sucedido, mas ainda sofria de blindagem fraca.

Após a Batalha de Bulge, o 612º Batalhão de Destroyers de Tanques foi convertido para o M18, onde havia perdido muitos de seus canhões anti-tanque rebocados.

O 801º Batalhão de Destruidores de Tanques foi parcialmente equipado com o M18 em março de 1945. O 820º e o 824º foram convertidos de canhões antitanque rebocados para o M18 no mesmo mês, assim como o 822º em abril.

O 633º Batalhão de Destroyers de Tanques obteve o M18 em maio de 1945 e o usou nos últimos dias da guerra. O 807º começou a converter para o M18 tarde demais para concluir o processo.

Operação Dragão

O M18 foi usado no sul da França após a Operação Dragão.

Pacífico

A primeira unidade a receber o M18 no Pacífico foi o 637º Batalhão de Destroyers de Tanques, que recebeu seus primeiros veículos em agosto de 1944. Assim como os anteriores, a torre aberta do M18 o tornou vulnerável aos ataques da infantaria japonesa, mas novamente como com os destruidores de tanques anteriores, o canhão mais poderoso era bem-vindo.

O M18 fez sua estreia no combate durante a invasão das Filipinas. Também foi usado durante a invasão de Okinawa, a batalha terrestre final da Segunda Guerra Mundial.

Pós guerra

Após a guerra, o exército dos EUA estudou o registro de combate de 39 batalhões de destruidores de tanques. Entre eles, eles reivindicaram 1.344 tanques alemães e armas de assalto (34 por batalhão), e uma média de 17 casamatas, 16 ninhos de metralhadoras e 24 outros veículos. O Exército dos EUA decidiu que os batalhões de destruidores de tanques foram menos eficazes do que um número equivalente de batalhões de tanques normais, e os batalhões de destruidores de tanques foram todos dissolvidos após a guerra.

Vários M18s foram entregues ao Exército do Povo Iugoslavo na década de 1950. Eles ainda podiam ser usados ​​no início da década de 1990 e alguns serviram nas forças sérvias na Bósnia durante a guerra civil iugoslava.

Estatísticas
Produção: 2.507
Comprimento do casco: 21 pés 10 pol.
Largura do casco: 9 pés 9 pol.
Altura: 8 pés 5 pol.
Tripulação: 5 (comandante, motorista, três artilheiros)
Peso: 40.000 lb de peso de batalha, 35.526 lb vazio
Motor: 340cv Continental R975-C1 (primeiros 1.349 veículos), depois 400cv R975-C4
Velocidade máxima: velocidade de estrada de 55 mph, cross country 20 mph
Alcance máximo: raio de estrada de 105-150 milhas
Armamento: M1A1, M1A1C ou M1A2 76 mm L / 55 com 45 cartuchos, mais uma metralhadora antiaérea de montagem flexível

Armaduras
Frente da torre: 1 pol / 25 mm
Laterais e traseira da torre: 0,5 pol / 13 mm
Frente, laterais e traseira do casco: 0,5 pol / 13 mm
Topo do casco: 5/16 pol./8 mm
Piso: 0,25 pol / 6 mm


M18 Hellcat

  • Adiciona um artilheiro para manobrar a metralhadora calibre .50 montada no pino, dando a ela capacidade anti-infantaria.
  • Custa 75 e # 160 75 para instalar.

o Carro do motor da pistola de 76 mm (G.M.C.) M18 ou o M18 Hellcat é um veículo de recompensa para Company of Heroes: Tales of Valor, substituindo o M10 Tank Destroyer.


M18 76mm Gun Motor Carriage 'Hellcat' - História

RANK III: M18 GMC

76 mm Gun M1A2
12,7 mm Browning M2HB

Vá leve, vá rápido, não & rsquot pare - essas palavras resumem muito bem o M18 Hellcat, caça-tanques americano de nível III com o valor BR de 5,0. E embora a arma seja medíocre e a armadura inexistente, uma característica torna o Hellcat um dos tanques potencialmente mais perigosos no campo de batalha: sua velocidade.

Se você acabou de comprar o M18 Hellcat, provavelmente está bem acostumado com seu antecessor, o M10 Gun Motor Carriage. O M10 pode ter uma boa arma para seu BR, mas é bastante lento, a armadura é fina e a travessia da torre com manivela é uma desvantagem dolorosa. Sua velocidade não era suficiente para acompanhar a doutrina dos destruidores de tanques dos EUA, que exigia que os destruidores de tanques fossem o mais rápidos possível, permitindo que respondessem rapidamente aos avanços blindados do inimigo avançando e eliminando o impulso blindado. O Exército dos EUA, portanto, precisava de um veículo mais rápido e leve. O desenvolvimento resultou no protótipo T70. Ele era armado com o canhão M1 de 76 mm, originalmente desenvolvido para o tanque médio Sherman, mas sua principal característica era a velocidade - o protótipo era capaz de atingir velocidade de estrada de até 92 km / h, tornando-o facilmente o veículo rastreado mais rápido de a guerra inteira, e um dos veículos rastreados mais rápidos já criados.

Os veículos de série, designados como M18 GMC e produzidos a partir de meados de 1943, tiveram sua velocidade limitada a & ldquoonly & rdquo 45 mph (72 km / h), mas o veículo ainda era extremamente rápido com grande relação potência-peso, como o Continental R- O motor radial 975-C4 refrigerado a ar, produzindo 400 cavalos de potência, tinha que propulsionar apenas um pouco acima de 17 toneladas. Você notará essa vantagem quase imediatamente - o Hellcat acelera rápido, vai e gira rapidamente e se parece mais com um tanque leve do que com um caça-tanques. A famosa velocidade máxima de 72 km / h é alcançável apenas em estradas, embora, como fora de estrada, a velocidade máxima seja de 45 a 50 km / h (28-31 mph). Ainda assim, é um bom desempenho, o que lhe dará um alto grau de mobilidade. Era essa mobilidade o principal ponto de venda do Hellcat na vida real. As tripulações da Hellcat rapidamente aprenderam como usar a velocidade de suas máquinas para correr para os flancos inimigos e surpreender a armadura alemã lateralmente. No jogo, a velocidade torna o Hellcat um dos melhores capturadores de zona de controle, capaz de correr à frente e ocupar a zona de controle antes mesmo que o time inimigo chegue ao alcance. Como o veículo é muito leve e possui um motor potente, pode facilmente escalar colinas e obstáculos, e se você conhece bem o layout do mapa, pode encontrar e alcançar posições inacessíveis por outros tanques, como o castelo no mapa Mozdok, ou mapa bordas do mapa Kuban. Isso significa que, se o jogador for ousado e astuto o suficiente, ele pode encontrar ótimas posições para dar tiros de flanco em tanques inimigos desavisados.

A doutrina antitanque estabelecida pelos militares dos EUA exigia veículos rápidos e poderosos
capaz de parar as táticas de blitzkrieg alemãs emboscando as forças dos tanques de ataque.

Por falar em tiro - como já foi mencionado, o Hellcat está armado com o canhão M1 de 76 mm, o mesmo que os tanques médios Sherman de 76 mm. No jogo, a munição AP padrão permitirá que você perfure até 155 mm de armadura de perto e até 88 mm de armadura a uma distância de 1500 metros - embora isso realmente pareça bom, a munição AP M79 é um tiro sólido apenas (faltando assim a carga de estouro, resultando em menor efeito de pós-penetração) e tem um desempenho bastante pobre contra blindagem inclinada ou em ângulo. A bala APCBC M61 aprimorada tem uma penetração menor, 127 mm na melhor das hipóteses, mas tem um desempenho muito melhor contra blindagem inclinada, retém melhor sua penetração à distância e tem um enchimento explosivo, permitindo que incapacite ou destrua tanques inimigos muito mais rápido. A maior penetração é fornecida pela munição M93 APCR, que é capaz de penetrar até 221 mm de armadura na faixa de ponto em branco e 124 mm na faixa de 2 quilômetros, mas tem apenas um efeito de pós-penetração baixo e tem desempenho contra alvos inclinados ou em ângulo. Na vida real, tal desempenho foi eficaz contra a maioria dos veículos alemães comuns, como o tanque médio PzKpfw IV ou o canhão autopropelido StuG III, mas lutou contra a blindagem frontal do tanque pesado Tiger ou do tanque médio Panther em todas as distâncias, menos já que os cartuchos regulares geralmente conseguiam perfurar o Tigre ou a Pantera apenas de perto, e os cartuchos APCR eram escassos.

PRÓS E CONTRAS DO VEÍCULO:

PRÓS:

  • Rápido
  • Discreto
  • Retrocesso muito rápido
  • Velocidade de recarga rápida
  • Arma eficaz de 76 mm
  • Velocidade rápida de rotação da torre
  • Boa relação peso / potência
  • Os invólucros APCR têm uma penetração muito alta
  • Os projéteis APCR disparados contra ele terão uma grande chance de apenas passar, a menos que sejam direcionados a equipes e módulos.

CONTRAS:

  • Comandante é exposto
  • SPAAs podem matar você bem rápido
  • Propenso a conchas HE e HEAT
  • Muito vulnerável a barragens de artilharia
  • Se o motor estiver danificado, você é uma morte fácil
  • Os projéteis de estoque são inadequados contra armaduras pesadas
  • Topo aberto que expõe a tripulação a tiros de metralhadora e estilhaços
  • Armadura de papel e pode ser facilmente penetrada por metralhadoras pesadas e armas de aeronaves

Visite o wiki oficial do War Thunder para obter mais informações sobre este destruidor de tanques americano.

No jogo, esta desvantagem irá afetá-lo também, já que você pode encontrar tanques como o PzKpfw IV ou o T-34, ambos sendo facilmente penetrados mesmo à distância, e os tanques Tiger, Panther ou mesmo IS-2 , que tem armadura suficiente para ser capaz de ricochetear facilmente em distâncias mais longas. Isso é onde você utilizará totalmente a mobilidade do Hellcat, já que nenhum tanque em determinado alcance BR é seguro contra um ataque lateral e um inimigo flanqueado é um alvo perfeito. Como outros caça-tanques americanos, o Hellcat tem uma torre, removendo a limitação usual de outros contratorpedeiros do tipo casamata, e em comparação com o M10 a velocidade de travessia da torre é muito mais rápida devido ao acionamento da torre ser acionado, melhorando seu tempo de reação. Além disso, o Hellcat é armado por uma única metralhadora flexível calibre M2 .50, tripulada pelo comandante. Esta arma é adequada não apenas contra aeronaves inimigas voando baixo, mas também contra oponentes sem armadura - a desvantagem é a exposição do comandante, já que toda a parte superior do seu torso está descoberta e altamente vulnerável a fragmentos e tiros de metralhadora.

A mobilidade não é importante apenas para o Hellcat - é absolutamente vital para sua sobrevivência. O requisito de alta velocidade e baixo peso só poderia ser atendido reduzindo a proteção da armadura para quase zero. Como resultado, a armadura Hellcat & rsquos tem apenas 0,5 polegadas (12,7 mm) de espessura em todo o casco, com a armadura mais forte, 1 polegada (25,4 mm) de espessura localizada na frente da torre e coberta por outra placa adicional de & frac34 polegadas (19 mm) no mantelete, trazendo a espessura do mantelete para 1 & frac34 polegadas (44,4 mm). A capacidade de sobrevivência da Hellcat é, portanto, extremamente baixa, já que mesmo metralhadoras de grande calibre podem facilmente perfurar sua armadura fina como papel pela frente. Os projéteis HE são absolutamente letais, não por causa da blindagem inexistente, mas por causa da torre aberta, expondo a tripulação a fragmentos e metralhamento aéreo. Portanto, é crucial evitar ser atingido por completo, especialmente por veículos antiaéreos automotores, pois eles podem rasgar seu Hellcat em um piscar de olhos.

Na vida real, o Hellcat era mais valorizado por sua capacidade de dar um zoom rapidamente no campo de batalha e se realocar onde fosse necessário. Use este método no jogo também - utilize sua aceleração e velocidade para encontrar rapidamente uma posição favorável e mire para tiros de flanco. Quando detectado, recue imediatamente e mude de lugar, pois você simplesmente não pode sofrer nenhum dano. Ao jogar em mapas abertos como Mozdok ou Kursk, use o terreno para se proteger tanto quanto possível e dirija rapidamente para o flanco inimigo ao jogar o modo Batalha, ou para delimitar zonas ao jogar o modo Domination ou Break. Ao jogar mapas próximos, como o Advance to the Rhine, sua consciência situacional é crucial - evite pontos de estrangulamento e, em vez disso, tente usar becos laterais para contornar o inimigo e atacar a retaguarda ou limitar a zona inimiga. O conhecimento do terreno é muito importante em todos os mapas. Aprenda suas rotas de flanco, procure boas posições de emboscada e formas de recuar, se necessário. Isso significa que o Hellcat requer uma abordagem tática muito cautelosa, que é difícil de controlar, mas altamente satisfatória quando dominada. Os engajamentos são facilitados por um sólido tempo de recarga de 6,1 segundos com carregador totalmente treinado e especializado, dando a taxa de tiro do tanque de cerca de dez tiros por minuto. Mas quando as coisas dão errado e você se depara com o tanque inimigo, você ainda pode salve-se - use sua aceleração e agilidade para circundar o veículo inimigo e bombear projéteis na armadura lateral.

DESCUBRA O SITE AO VIVO - PELES PARA HELLCAT M18

Os caça-tanques americanos apostam em alta capacidade de manobra para flanquear o inimigo. Mais rápido significa mais leve e mais leve significa menos armadura.

Na vida real, o Hellcat foi um veículo de muito sucesso, que também foi utilizado como arma leve de assalto durante a Segunda Guerra Mundial e a Guerra da Coréia. Entre 1943 e 1944, cerca de 2500 Hellcats foram feitos. No jogo, a jogabilidade Hellcat pode ser muito divertida, já que você pode se mover pelo campo de batalha como um assassino rápido e furtivo, atacando seus oponentes pelas laterais ou por trás, perseguindo tanques leves inimigos ou manobrando oponentes em combates de faca faixa. Não é exatamente o veículo mais fácil de se acostumar, mas nas mãos certas, o Hellcat pode ser uma virada de jogo real. E se você se apaixonar pelo Hellkitty, você pode ter não apenas um, mas três deles, já que você pode comprar não apenas o M18 padrão, mas também o M18 premium & ldquoBlack Cat & rdquo, que é quase idêntico ao M18 regular, mas possui um bônus robusto para a renda SL & amp RP e decalques exclusivos, e o Super Hellcat, que mantém a velocidade de um Hellcat normal, mas é armado por uma poderosa arma de 90 mm. O canhão de 90 mm também é o armamento do M36 Jackson, que é o próximo caça-tanques americano na linha depois do Hellcat.


Autor: Jan & ldquoRayPall & rdquo Koz & aacutek

Quer ler mais sobre os veículos do War Thunder? Encontre outros perfis de veículos em nosso site!


Criar lista de desejos

Sua designação oficial era o M18 76mm Gun Motor Carriage e era o Exército dos EUA apenas um veículo projetado propositadamente, cuja função principal era matar tanques inimigos. A prioridade foi dada à mobilidade e ao poder de fogo em detrimento da proteção da armadura, características para as quais as unidades dos Destruidores de Tanques desenvolveram táticas especiais. Durante a Batalha de Bulge, os M18s usaram sua velocidade para garantir cruzamentos importantes à frente das unidades inimigas, ajudando a mudar o rumo da batalha. Embora a doutrina dos destruidores de tanques tenha sido abandonada após a Segunda Guerra Mundial, o M18 ainda podia se orgulhar da maior taxa de morte / perda de qualquer veículo blindado dos Estados Unidos durante a guerra.

Especificações:

  • Peso: 19,5 toneladas (17,7 métricas)
  • Armamento: 76 mm Gun M1A2, Browning 0,50 cal M2HB
  • Armadura: 0,2-1 pol.
  • Velocidade: 57 mph (92km / h)
  • Alcance 105 milhas (168 km)

Informações adicionais sobre este kit de construção personalizado Brickmania & reg:

O modelo M18 Hellcat apresenta um design incrivelmente robusto com uma torre giratória, esteiras de rolamento suaves e uma arma de elevação e depressão. Também estão incluídos duas escotilhas de tripulação frontais de abertura, bem como um barril BrickArms & reg 76 mm, freio de boca e M2HB.

Estatísticas do modelo:

  • Desenhado por John Canepa
  • 512 LEGO & reg, BrickArms & reg e elementos Brickmania & reg
  • Minifiguras personalizadas X2
  • BrickArms M2HB, tubo de 76 mm e quebra de focinho de 76 mm
  • Folha de adesivos de alta qualidade
  • Instruções de construção impressas em cores
  • Elementos impressos adicionais
  • Escala 1/35 para combinar com outros kits Brickmania
  • Nível de habilidade intermediária (recomenda-se 4-6 anos de experiência em construção)

Todos os kits de modelos Brickmania e reg são feitos de peças de LEGO e reg. Este modelo vem desmontado e inclui instruções de construção impressas completas e vem embalado em uma caixa lacrada. Este é um kit de edição limitada e a produção pode ser interrompida a qualquer momento.


M18 76mm Gun Motor Carriage 'Hellcat' - História

Carro do motor da pistola M18 Hellcat 76 mm

Projeto: Compartimento do Motor

La partie arri & egravere de la caisse est ocup & eacutee par le compartiment moteur. Le compartiment moteur est s & eacutepar & eacute des postes de combat et de pilotage par un mur pare-feu.

A parte traseira do casco é ocupada pelo compartimento do motor. O compartimento do motor é separado das estações de combate e direção por um firewall.

La partie arri & egravere & eacutetait compos e placas eacutee de deux. La plaque sup & eacuterieure appartenant & agrave la superstructure avait une forme de trap & egraveze et & eacutetait dot & eacutee en son centre d 'une trappe rectangulaire boulonn & eacutee la plaque sup & eacuterieure faisait toute la largeur du char et & eacutetait & eacuté de la grandeur de char et & eacutetait & eacuté de munhão peavere En dessous se trouvait la large plate arri & egravere du bas de caisse. Cette plaque & eacutetait dot & eacutee en son center d 'une grande trappe retangulaire boulonn & eacutee. Les trappes boulonn & eacutees servaient en toute logique & agrave l 'entretien du moteur. La plaque arri & egravere inf & eacuterieure disposait & eacutegalement de deux boucles de remorquage et d'um crochet de remorquage mont & eacutes sur une traverse parcourant toute la largeur de celle-ci.

A parte traseira era composta por duas placas. A placa superior pertencente à superestrutura tinha forma de trapézio e era dotada em seu centro de um alçapão retangular aparafusado a placa superior fazia toda a largura do tanque e também estava munida de dois faróis traseiros. Abaixo estava a larga placa traseira do casco inferior. Essa placa estava equipada em seu centro com um amplo alçapão retangular aparafusado. Os alçapões aparafusados ​​foram úteis em todas as lógicas para a manutenção do motor. A placa traseira inferior também tinha dois laços de reboque e um gancho de reboque montados em uma travessa percorrendo toda a largura desta.

La plateau arri & egravere du M18 & eacutetait dot & eacute d'une vaste saillie trap & eacutezo & iumldal. La face arri & egravere & eacutetait mont & eacutee sur charni & egravere et servait & agrave la v & eacuterification du moteur. La face avant de la saillie e eacutetaient munie de grilles de ventilação. Des grilles de ventilation & eacutetaient encore dispos & eacutees sur toute la largeur du plateau arri & egravere tout & agrave l 'arri & egravere de celui-ci.

O deck traseiro do M18 foi equipado com uma grande protuberância trapezoidal. A face traseira era montada em dobradiça e servia para a verificação do motor. A face frontal do bojo era dotada de grades de ventilação. Grades de ventilação ainda estavam dispostas em toda a largura do convés traseiro até a parte de trás deste.

Le moteur du M18 Hellcat & eacutetait un continental R-975-C4 (essência) de 9 cilindros (mont & eacutes en & eacutetoile), de 15,9 l de cylindr & eacutee, d & eacuteveloppant 460 CV & agrave 2400 tours / minuto. Le M18 & eacutetait particuli & egraverement bien motoris & eacute. En effet le R-975-C4 coupl & eacute & agrave un poids tr & egraves raisonnable fournissait au M18 une tr & egraves grande puissance motrice et une v & eacutelocit & eacute remarquable. En Effet ce tank destroyer l & eacuteger pouvait atteindre sur route les 80 km / h! Le M18 emportait jusqu '& agrave 750 l d' essence, ce qui lui donnait une autonomie de 161 km. Le M18 fut l 'engin enti & egraverement chenill & eacute, le plus rapide do Exército dos EUA durant la seconde guerre mondiale. Sa vitesse & eacutetait en fait sa meilleure protection contre les armes antichar allemandes.

O motor do M18 Hellcat era continental R-975-c4 (gasolina) de 9 cilindros (radial), de 15,9 L de cilindrada, desenvolvendo 460 cv a 2400 rpm. O M18 era particularmente bem motorizado. Na verdade, o R-975-c4 acoplado a um peso muito razoável proporcionou ao M18 uma grande potência e uma rapidez notável. Na verdade, este caça-tanques leve poderia atingir em estrada os 80 km / h! O M18 transportava 750 litros de gasolina, o que lhe dava uma autonomia de 161 km. O M18 foi a máquina totalmente rastreada mais rápida do Exército dos EUA durante a segunda guerra mundial. Sua velocidade era na verdade sua melhor proteção contra as armas antitanque alemãs.

A suspensão do M18 Hellcat é particuli & egravere. En effet il s 'agit d'um tout nouveau design n' ayant rien avoir avec la clássica suspensão verticale du Sherman, utilis & eacutee sur pas mal de canons automoteurs et autres conversões. La suspensão du M18 & eacutetait compos & eacutee de deux fois cinq grands double-galets ind & eacutependants (& agrave bandage de caoutchouc) mont & eacutes sur des barres de torsion (5 essieux). De chaque c & ocirct & eacute: le premier double-galet & eacutetait muni d 'un double-amortisseur, le second et le dernier double-galets & eacutetaient munis chacun d'un amortisseur.

A suspensão do M18 Hellcat é particular. Na verdade, trata-se de um design muito novo que não tem nada a ver com a tradicional suspensão de mola em voluta vertical (VVSS) do Sherman, usada em muitos canhões automotores e outras conversões. A suspensão do M18 era composta por duas vezes, cinco grandes rodas duplas independentes (com ligação de borracha) montadas em barras de torção (5 eixos). De cada lado: a primeira roda dupla rodoviária foi dotada de um amortecedor duplo, a segunda e a última as rodas rodoviárias duplas foram equipadas cada uma com um amortecedor.

La suspensão & eacutetait compl & eacutet & eacutee par deux barbotins avant, deux poulies de tension de chenille arri & egravere et 8 double-rouleaux porteurs. La suspension à barres de torsion était supérieur à la suspension verticale classique car elle offrait une meilleure répartition du poids et une meilleure assise. De plus les amortisseurs procuraient un meilleure confort de marche à l' équipage. La suspension à barres de torsion de type américaine était moins sujette aux blocages par la neige gelée ou la boue que celle de type allemande avec ses galets imbriqués ou entrelacés (à double ou à triple recouvrement). Elle était de plus beaucoup plus facile à entretenir.

The suspension was supplemented by two front sprocket-wheels, two back idlers and 8 double-return rollers. The suspension with torsion bars was higher than the traditional vertical suspension because it offered a better distribution of the weight and a better base. Moreover shock absorbers got a better comfort of drive to the crew. The suspension with torsion bars of the American type was less often victim of blockings by cold snow or mud that that the German type with its overlapped or interlaced road wheels (with double or triple covering). It was moreover much easier to maintain.

Le M18 en raison du système de double-galets fut dotée de chenilles à guides centraux. Un seul type de chenille fut utilisé, la T69. Elle était très différentes des chenilles classiques montées sur le Sherman par exemple. En effet elle était composée de patins de caoutchouc emprisonnés dans un squelette d' acier. Les patins s' imbriquaient les uns aux autres et une simple goupille faisait la liaison.

T69 type: guide central, simple goupille, caoutchouc et acier, lames parallèles (grousers)
Largeur: 305 mm - Pas (espacement): 129 mm - Patins: 2x83 - Contact au sol: 2.959 m

M18 because of the system of double-road wheels was equipped with tracks with central guides. Only one type of track was used, T69. It was very different from the traditional tracks assembled on Sherman for example. Indeed it was composed of rubber links imprisoned in a steel skeleton. The links were imbricated the ones with the others and a simple pin made the connection.

T69 type: Central guide, single pin, rubber and steel, grousers
Largura: 305 mm - Pitch: 129 mm - Links: 2x83 - Track ground contact: 2.959 m

En raison des exigences quant à la vitesse du char. Un gros travail sur le poids dut être effectué. Sur un véhicule blindé, c' est l' épaisseur du blindage qui détermine en grande partie le poids. Plus le blindage est épais, plus le poids est important au détriment de la vitesse et de la mobilité du véhicule. Pour ces raisons, le M18 qui devait être un chasseur de char très rapide et très mobile, fut doté d' un blindage très léger qui n' était guère efficace contre les armes antichar lourdes allemandes. La disposition en pente du blindage compensait un peu cette faiblesse (les parois en pentes évacuent en principe plus qu' elles n' encaissent les projectiles ennemis) mais la meilleure protection du M18 était sa vitesse et sa grande agilité.

Because of the requirements for the speed of the tank. A large work on the weight had to be carried out. On an armoured vehicle, it is the thickness of the shielding which determines the weight mainly. Thicker the shielding is, more important the weight is, to the detriment of the speed and the mobility of the vehicle. For these reasons, M18 which was to be a hunter of tank very fast and very mobile, was equipped with a very light shielding which was hardly effective against the German heavy anti-tank weapons. The inclined provision of the shielding compensated a little this weakness (the inclined walls evacuate in theory more than they take the enemy projectiles) but the best protection of M18 was its speed and its great agility.

Red (turret): 13 mm / 70°
Green (superstructure): 13 mm / 67°
Orange (hull): 13 mm / 90°

Blue (mantlet): 19 mm / 30-90°
Red (turret): 13 mm / 81° / 25 mm / 67°
Green (superstructure): 13 mm / 77° / 13 mm / 52 & 26°
Orange (hull): 13 mm / 55° / 13 mm / 37 & 66°

Red (turret): ? mm / 0°
Green (superstructure): 8 mm / 0°
Orange (hull): 5 mm / 0°


76mm Gun Motor Carriage M18 at the American Armoured Foundation Tank Museum.

This vehicle is fitted with the original M18-type drive sprocket and single-pin track. Note that the track is engaged by every other sprocket tooth.

Details of the suspension are illustrated in this image. Note the compensating link attached to the drive sprocket, the purpose of which is detailed below. (Picture from TM 9-755 76-mm Gun Motor Carriage M18 and Armored Utility Vehicle M39 .)

The drive sprocket, wheel spindle, final drive gear, pinion, and pinion shaft were all assembled in a wheel carrier supported by ball bearings that was able to swing the sprocket forwards and backwards as the front track wheel rose and fell, helping to compensate for varying track tension as the vehicle tackled terrain. This compensating link also had a shock absorber attached. (Picture from TM 9-755 76-mm Gun Motor Carriage M18 and Armored Utility Vehicle M39 .)


Militares

The only armored vehicle purposefully designed as a tank destroyer from the ground up was the M18 Hellcat. Weighing less than twenty tons, the M18 combined fifty-mile-per-hour speed with an improved suspension. Crews roundly applauded the Hellcat s maneuverability. Designers mounted a 76-millimeter, high-velocity gun in the open topped turret of the M18. Like the M10 and M36 tank destroyers, the M18 Hellcat left significant room for improvement in protection for the crews.

The M18 Hellcat tank destroyer was built on the chassis of the Sherman tank. It was the fastest armored vehicle of WW2 at 60 mph on roads. The M-18 was fielded in the latter part of WWII to replace the earlier M-10 Tank Destroyer. The primary mission of these vehicles was to serve in an anti-tank role. Although it appeared to have a turret like a regular tank, these Tank Destroyers had an open top to the turret fixture and they were not enclosed.

Notwithstanding the substitutes and expedients offered the Tank Destroyer Center and the Board, work continued on the development of the T49 which possessed the characteristics necessary for mobility andi maneuverabilty. The creation of the T49 offered definite indications of the basic characterisatics desired but, in line with the need for a heavIer weapon, the Commanding General on 02 July 1942 recommended to the Commanding General, Army Ground Forces, a redesignation of the T49 and requested definitely that the 75mgun M2A3 be used in lieu of the 57mm.

A new 76mm gun embodied the same physical characteristics of the 75mm, and had the same breechblock, recoil and similar design of tube. Through a longer tube and the use of a larger cartridge case, a much higher muzzle velocity and a greater striking power were attained than with the 75mm gun, and that without on appreciable increase in weight. The 76mm gun was in reality a 76.2a caliber weapon, equivalent to the 3 inch but much lighter in weight than the 3 inch. It had the additional advantage over the 75mm of using the same projective as the 3 inch.

The 75mm gun motor carriage with Christie suspension was designated 19 November 1942 as the T67. Representatives of the Board met with the Ordnance Department and manufacturing representatives in Detroit on 22 and 23 December 1942 and the decision was made by General Bruce covering additional important characteristics which were to be incorporated in the GMC 76nm. One of the most important of these decisions was the use of the torsion bar in lieu of springs in the suspension system. On 7 January 1943, the T67 75=m gun motor carriage project was brought to a close and the Ordnance Department designated the 76.2mm gun motor carriage the T70.

The Tank Destroyer Board had adopted as a project the T70 on 31 December 1942 and from that time on until the middle of 1944, continued tests to achieve the perfection desired. Between 31 December 1942 and 23 November 1943, the Board made sixteen complete reports on tests of the T70 and the reconmendations covered in these reports were to effect 137 modifications and changes in the design of the vehicle. Subsequent to the preliminary reports, twelve production models of the T70 were received by the Board during the latter part of 1943 and after the Board had submitted the vehicles and the wea ons to every reasonable test, only fifteen modifications and changes were requested.

The Buick Division of General Motors Corporation had been making its own tests on the experimental models of the T67 and T70. The performance of the vehicle as such as to inspire the nickname "Hellcat", and it was thus named by them. The 76mm gun motor carriage T70 was standardized by 0CM Item 23202, as the M18, 16 March 1944.

During maneuvers, it was clearly discernable that the M-18 showed a tendency to out pace its own security section, and other tank destroyer vehicles. Upon a study by the Board of this problem it was found that by removing the gun and turret from the M18, a utility vehicle was quickly achieved with the necessary speed characteristics to stay up with the M-18. This adaptation of the M-18 was known as the T41 and recom- mended by the Board as an auxiliary vehicle for the tank destroyers. This adaptation of the M18 was designated by OCM Item 26106 on 1 February 1945.

The M18 was designed specifically as a highly mobile, self-propelled gun for action against enemy armor. Its development for this requirement was "from the ground up," - it was completely new. In its design, the 3" (76amm) was selected, with a 15 lb. projectile at 2760 ft/sec muzzle velocity and a penetrati.on of 4.5" of armor at 1000 yards. Since maximum gun power and high mobility were incompatible with armor of tank thickness, protection against small arms only was contemrpiated.

The 76mm (3") gun, utilizing a compact 75mm recoil mechanism, was mounted in an open turret for maximum vision. The direct sight of advanced design fetured an azimuth indicator and quadrant for indirect laying. With a maximum range of 14,500 yards, it was highly accurate. The projectile fit both 76m azd 3" guns and fixed in cartridge case, complete round being 5 lbs, lighter for 76mm than the 3". Since the cases differ, complete rounds are not interchangeable.

The chassis had 1/2" arnor basis. The improved radial engine of 480 hp powered newly designed track, steel, rubber-bushed, with slack compensation, capable of high speed and with life double that of tanks. The slope-clitabibg ability 60% or 50% with towed load of 8000 lbs. The fording depth was 48", and the top speed was 55 mph.

A highly mobile gun motor carriage with new suspension, having individually mounted wheels on trailing arms, torsion bar springing, new track, torqmatic transmissionn, engine and transmission differential removable on rails through doors.

The greatest single accomplishment of the Tank Destroyer Board was the development of the M-18, 76mm GMC Tank Destroyer and the M-39, an all-purpose vehicle. More than 157 modifications were effected on the original design of the M-18. In the development of the M-18, Mr. C. L. McCuen, Mr. W. J. Davidson, Mr. W. K. Haig, Mr. E, T. Ragsdale and other officials of General Motor Corporation deserves special mention for their cooperation and work with Ordnance and the Tank Destroyer Board. Major (later Lieutenant Colonel.) W. A. Wood, Jr., of the Tank Destroyer Board effected. many changes and modifications which resulted in superior performance by the vehicle. For his work in the development of the M-18, Colonel Wood was later awarded the Legion of Merit by the War Department.

The 827th Tank Destroyer Battalion moved to Europe in November 1944 after its scheduled shipment to the Pacific in the spring of that year had been cancelled because of training deficiencies. Other Negro tank destroyer battalions had been converted to service troops by the spring of 1944. Some of these were considered by the 827th to have been better units than itself. The battalion, whose training career had been analyzed and found wanting by previous commanders, had had about two and a half years of training in the United States, but under unusual circumstances. By the time it moved overseas, it had had eight different commanders, more than one of whom had recommended that the battalion be made a service unit. It had been organized and reorganized under four different tables of organization and equipment. It was re-equipped with primary weapons four times. Starting its career with towed 75-mm. tank destroyers, it changed successively to self-propelled M-10's, then to towed 3-inch destroyers, and finally to self-propelled M18's. These changes, normal as tank destroyer theories and weapons changed and improved, involved the disbandment and reconstitution of the battalion reconnaissance company, a unit which, in its final form, was looked upon by the battalion's officers as especially inefficient.

M39 Armored Utility Vehicle (AUV)

The first of the American fully tracked armoured personnel carriers, introduced soon after the Second World War, was of the Kangaroo type. Designated the M39, it consisted of the M18 tank destroyer minus its turret and armament. The Army removed the turret and put people inside an open top. The M39 Armored Utility Vehicle (AUV) was designed, and saw limited service prior to the end of World War II and during the Korean conflict. It suffered froin the same disadvantages as the Canadian and British Kangaroos and was still open-topped. One serious drawback was that it lacked overhead armor. With the introduction of the VT fuse to the battlefield this consideration was of prime importance. However, it was followed fairly closely by the 1A44 which had armor protection all round and which was designed from the start as an armored personnel carrier.


M18 Hellcat

Production began in July of 1943. Unlike the M10 tank destroyer, which used the chassis of the M4 Sherman, the M18 was designed completely from scratch to be a tank-destroyer. Its first taste of combat was in Italy, but the Hellcat also saw action in both north-west Europe, and in the Pacific. However, due to the poor quality of Japanese armor, the M18 was used in more of a fire support role.

Armed with a 76mm gun and powered by Wright R-975 engine, the Hellcat was the fastest tracked vehicle of World War II, with top speeds reaching 60 mph (97 kph). This proved especially useful when flanking German tanks, since most had a fairly slow turret traverse speed. The M18 did have some drawbacks though. Mainly, it had very thin armor and could not take on the heavier German tanks in head-to-head engagements. Its open top also left the 5-man crew not only exposed to grenades and shell fragments, but the weather as well. Hovewer, Hellcat crews took advantage of the vehicle's speed to protect against hits to its thin armor. Many German Panther and Tiger tanks were destroyed because they could not turn their turrets fast enough to return fire.


They Called Them Hellcats

The Hellcat only had three deficiencies. The open turret was susceptible to ground and aircraft fire. In order to achieve its incredible speed, it sacrificed armor plating with as little as one inch as compared to the Sherman Tank s four inches. Finally, the M18 used a smaller Continental nine cylinder gasoline engine as compared to larger and more powerful diesels that were coming into service. The M36 tank destroyer was the diesel-driven replacement for the M18. All of the Hellcats were built by Buick Motors Division.

The Hellcat only had three deficiencies. The open turret was susceptible to ground and aircraft fire. In order to achieve its incredible speed, it sacrificed armor plating with as little as one inch as compared to the Sherman Tank s four inches. Finally, the M18 used a smaller Continental nine cylinder gasoline engine as compared to larger and more powerful diesels that were coming into service. The M36 tank destroyer was the diesel-driven replacement for the M18. All of the Hellcats were built by Buick Motors Division.

U.S. Army Heritage and Education Center.

Tópicos This historical marker is listed in these topic lists: Roads & Vehicles &bull War, World II.

Localização. 40° 12.367′ N, 77° 9.508′ W. Marker is in Middlesex Township, Pennsylvania, in Cumberland County. Marker can be reached from Army Heritage Drive. Toque para ver o mapa. Marker is in this post office area: Carlisle PA 17013, United States of America. Toque para obter instruções.

Outros marcadores próximos. Pelo menos 8 outros marcadores estão a uma curta distância deste marcador. The Trenches (within shouting distance of this marker) Meet Private Donald D. Kyler (within shouting distance of this marker) Post of Command (within shouting distance of this marker) Sergeant Frederick A. Counsel (within shouting distance of this marker) Splinter Proof (within shouting distance of this marker) Sniper's Nest (within shouting distance of this marker) The Mortar Pit (within shouting distance of this marker) No Man's Land (within shouting distance of this marker). Touch for a list and map of all markers in Middlesex Township.

More about this marker. The marker is unaccountably in the vicinity of the World War I Trench System Exhibit.

Veja também . . . M18 Hellcat. Wikipedia entry. (Submitted on April 15, 2020, by Larry Gertner of New York, New York.)


Brickmania Blog

Its official designation was the M18 76mm Gun Motor Carriage and was the US Army’s only purposely designed vehicle whose primary function was killing enemy tanks. Priority was given to mobility and firepower at the expense of armor protection, traits for which the Tank Destroyer units developed special tactics. During the Battle of the Bulge, M18s used their speed to secure key crossroads in advance of enemy units, helping to turn the tide of battle. While the tank destroyer doctrine would be abandoned after World War II, the M18 could still boast of the highest kill-to-loss ratio of any US armored vehicle during the war.

Weight: 19.5 tons (17.7 metric)
Armament: 76mm Gun M1A2, Browning .50 cal M2HB
Armor: .2-1 in
Speed: 57 mph (92km/h)
Range 105 miles (168 km)

Additional Information about this Brickmania® custom building kit:

The M18 Hellcat model features an incredibly sturdy design with a rotating turret, smooth rolling tracks, and an elevating and depressing gun. Also included are two opening front crew hatches, as well as a BrickArms® 76 mm barrel, muzzle brake, and M2HB.

Designed by John Canepa
512 LEGO®, BrickArms®, and Brickmania® elements
X2 Custom Minifigures
BrickArms M2HB, 76mm Barrel, and 76mm Muzzle Break
High-quality sticker sheet
Full-color printed building instructions
Additional printed elements
1/35th scale to match other Brickmania kits
Intermediate Skill Level (4-6 years building experience recommended)
All Brickmania® model kits are made of new-condition LEGO® bricks. This model comes disassembled and includes complete printed building instructions and comes packaged in a sealed box. This is a limited edition kit and production may be discontinued at any time.


Assista o vídeo: M18,,Hellcat,, Tank Destroyer. Истребитель танков.