Fiat CR.5

Fiat CR.5

Fiat CR.5

O Fiat CR.5 era uma versão do biplano CR.1 movido por um motor radial Júpiter fabricado sob licença. O Bristol Júpiter foi desenvolvido no final da Primeira Guerra Mundial como Cosmos Júpiter. A Cosmos Engineering faliu em 1920 e foi adquirida pela Bristol, onde o trabalho continuou no projeto, eventualmente transformando-o em um motor de aeronave muito confiável, produzido sob licença em quatorze países. Na Itália, o motor foi produzido pela Alfa Romeo, primeiro como Alfa Romeo Jupiter (420cv) e depois como Alfa Romeo 126-RC35 (650cv).

O CR.1 original era movido por um motor inline Hispano-Suiza de 300cv e era um sesquiplano incomum com uma asa inferior maior e uma asa superior menor. O CR.5 manteve esta configuração básica, mas foi alimentado pelo motor Alfa Romeo Júpiter. O CR.1 também foi usado para testar o Radial Armstrong Siddeley Lynx (CR.2) e o motor em linha Fiat A.20 (CR.10), antes que o desenvolvimento fosse movido para o muito mais moderno Fiat CR.20.